Publicidade
Local

“Não era preciso fazer isto à criança e à mãe”

Mónica Silva foi vista pela última vez há mais de nove meses. A mulher, de 33 anos, estava grávida de sete meses quando saiu da sua casa na Murtosa, a 3 de outubro do ano passado.

A investigação que está ainda a decorrer aponta para que Mónica tenha sido assassinada logo naquele dia.

O principal suspeito do crime é Fernando Valente, que está em prisão domiciliária.

publicidade

A Polícia Judiciária de Aveiro tem seguido várias pistas nos últimos meses, mas nenhuma permitiu ainda encontrar o corpo de Mónica, que era já mãe de dois meninos. A família não perde a esperança de encontrar o cadáver.

Recentemente, a tia de Fernando Valente veio a público dizer o quanto está “magoada com o que fizeram à criança.” “Não precisavam de fazer isso à criança”.

Esta mulher conta como foi ser filha nascida fora do casamento do avô de Fernando Valente, conhecido por João “Gaiolas”.

Publicidade
Botão Voltar ao Topo