Opinião

O Homem e a Lenda – Por Lobo Mau

Herói nacional Éder suspeito de fraude fiscal”.

A notícia foi avançada ontem, segunda-feira, pela revista SÁBADO.

Éder, que subiu à condição de herói nacional depois de ter marcado o golo da vitória no Euro 2016… “é suspeito de fraude fiscal e branqueamento de capitais”.

Concretamente, depois de ter “chutado” com o “pé que lhe estava mais à mão” (tem autor) o futebolista em causa, em maré da saída de um qualquer “totoloto”, lá fez com que os feitos da selecção nacional fossem “glorificados”.

Mas e como o “seu feito” não o isentou de pagar ao Fisco, o que ao mesmo devia, até então, vai daí e toca a reunir provas para que “pague o que deve”, se é que deve.

Diz-se que Egas Moniz, “vestido com vestes de condenado e com corda ao pescoço, apresentou-se com toda a sua família na corte de Afonso VII, em Castela, pondo nas mãos do rei as suas vidas como penhor da promessa quebrada”, que fez em nome de outrem.

Mas, como Egas Moniz, só houve um, ele próprio e mais nenhum, de herói e heroínas, estamos falados.

Artigos Relacionados

Deixe uma resposta

Botão Voltar ao Topo