Opinião

O Tempo passa e, prometer não custa – Por Florindo Pinto

“Lembro, que, como “obra feita”, temos o derrubar do pinheiro”

– No dia de hoje, o povo de Esmoriz, pode celebrar o dia duzentos pós eleição do actual
– Executivo da JF e, da Assembleia de Freguesia. Cada um a seu modo, pode felicitar ou

– não, os autarcas e, os senhores deputados, que se ofereceram, para ocupar os cargos
– que, embora pagos pelo trabalho desenvolvido, tão honrosamente, ocupam. Fizeram,

– de livre e espontânea vontade promessas várias. O povo, não elaborou, esse extenso
– rol. Leu, ouviu, aceitou, como “sérias” as palavras escritas e faladas. Retém no pensar

– aquela catrefada de frases, que deviam ser “um ponto de honra”, indicadoras do “vou
– vamos fazer”, mas que, infelizmente, são para “inglês ver”, ou foram retiradas, de uns

– escritos, em uso, por tradição, no 1º. de Abril, de cada ano, no calendário dos tempos
– Será que ao povo, estes autarcas, em exercício, vão divulgar o rol das obras já feitas?

Florindo Pinto

Artigos Relacionados

Deixe uma resposta

Botão Voltar ao Topo