Local

Obras da frente lagunar vareira inauguram amanhã

A inauguração das empreitadas de Reordenamento e Qualificação da Frente Lagunar de Ovar terá lugar amanhã, sábado, 6 de dezembro, a partir das 11 horas, com início no Cais da Ribeira, seguindo-se a Foz do Rio Cáster, a Praia do Areínho, o Cais do Carregal, terminando na Praia da Azurreira.

Concluídas as obras, dadas as caraterísticas dos locais e tratando-se de usufruto de um espaço público, competirá ao Município gerir estes espaços verdes e de lazer do território vareiro.

Assim, a gestão, limpeza, manutenção e vigilância da Praia do Areínho, Cais da Ribeira e Foz do Rio Cáster, Cais do Carregal e Praia da Azurreira, vão ser transferidas para o Município de Ovar, através da outorga de protocolos com a Polis Litoral Ria de Aveiro – Sociedade para a Requalificação e Valorização da Ria de Aveiro, entidade responsável por essa gestão, cujas minutas foram aprovadas, por unanimidade, em sede de reunião de câmara de 4 de dezembro.

Recorde-se que no âmbito do Reordenamento e Qualificação da Frente Lagunar de Ovar, promovido pela Sociedade Polis Litoral Ria de Aveiro, a empreitada da Praia da Azurreira e Cais do Carregal, representou um investimento de 331.724,94 euros; e as obras na Praia do Areínho, Cais da Ribeira e Foz do Rio Cáster, um montante de 439.501,59 euros.

A propósito do programa de requalificação da Ria de Aveiro, Salvador Malheiro lembrou que a autarquia já transferiu para a Sociedade Polis o valor total de 1.552.491,89 euros, referindo que a conclusão destas obras “é muito importante e de extrema relevância para o Município, pois é nosso desiderato potenciar as riquezas naturais do território, como pólos de atração turística e de dinamização da economia local. E a Ria de Ovar é uma dessas riquezas naturais.”

Apesar de estarem em curso as obras no Cais da Pedra, e de se encontrar em concurso a empreitada no Cais do Puchadouro, o edil assegurou que continuará “a diligenciar no sentido de avançarem outras obras estratégicas para o concelho no âmbito da Pólis, entre as quais, a requalificação da Barrinha de Esmoriz, as intervenções nos núcleos piscatórios marítimos e lagunares, e a requalificação das praias”.

Artigos relacionados

Deixe uma resposta