Cultura

Esmoriztur com palco revisto só deve ficar concluído em 2023

Desde que o empreiteiro a quem foi inicialmente adjudicada a empreitada de requalificação do Esmoriztur abandonou a obra aventando dificuldades financeiras que a obra não mais foi retomada. Perante a impossibilidade do empreiteiro a Câmara Municipal de Ovar chegou a acordo para a revogação do contrato e lançou novo concurso público.

Depois disso, o Município partiu para uma revisão do projecto inicial ao verificar que o desenho inicial apresentava debilidades constatando-se que o palco que estava projectado era limitador dos espectáculos que lá se poderiam vir a fazer no futuro. Uma vez que a obra se encontrava parada há mais de um ano, o Município partiu para a sua revisão global, incluindo toda a mecânica de palco, que já se encontra aprovado pela Direcção Geral das Artes.

“Vamos avançar e se tudo correr bem com a execução da obra, em 2023 queremos ter o Esmoriztur a funcionar, disponível porque é um equipamento municipal e é para todos os habitantes do concelho”, disse o vice-presidente Domingos Silva, vice-presidente da Câmara Municipal de Ovar.

O projecto inicial estava orçado em 1,5 milhões de euros, mas as últimas infirmações apontavam para uma derrapagem de 300 mil Euros, financiados exclusivamente com fundos do Município.

Ali vai nascer uma sala polivalente com características inovadoras, incluindo 500 lugares sentados.

Artigos Relacionados

Deixe uma resposta

Botão Voltar ao Topo