BasquetebolDesportoPrimeira Vista

Oliveirense vence em Ovar e vai defender o título na final

[themoneytizer id=”16574-1″]

A campeã nacional Oliveirense apurou-se hoje para a final dos ‘play-offs’ da Liga portuguesa de basquetebol, ao triunfar em casa da Ovarense por 93-73, vencendo a série por 3-0, depois de duas vitórias folgadas em Oliveira de Azeméis.

Declarações dos treinadores após a vitória da Oliveirense em casa da Ovarense, por 73-93, na meia-final dos ‘play-offs’ da Liga, na Arena de Ovar:

Nuno Manarte (treinador da Ovarense): “Terminámos a primeira parte com 56 pontos sofridos, é impossível ganhar à Oliveirense sofrendo tantos pontos ao intervalo. Há muito mérito da Oliveirense, há também alguns erros da nossa parte. E a questão mental, a equipa ficou muito destruída dos dois jogos anteriores, abalou a confiança e vacilámos no treino, senti a equipa frustrada e preocupada com este jogo.

Achámos que jogar em casa, com muita gente, fosse uma motivação extra e fosse o que precisávamos para dar um passo em frente, mas era muito difícil. Os jogadores fizeram um esforço brutal, mas há muito mérito da Oliveirense.

A época foi positiva, sabíamos que ia ser difícil estar acima das três equipas. Fizemos 15 ou 16 jogos com essas equipas e só ganhámos dois, contra o Benfica. Sabíamos que havia um fosso, acreditámos, competimos contra a Oliveirense aqui para o campeonato, mas a superioridade é grande.

Não posso esquecer o que nos trouxe até aqui, vencemos 3-0 na primeira ronda do ‘play-off’, fomos à meia-final da taça, estarmos no top 6, no top 4 na primeira fase. Foram objetivos que traçámos e cumprimos, chegámos às meias-finais da Liga e mais do que isso era ambicioso.”

Norberto Alves (treinador da Oliveirense): “A Ovarense fez uma época extraordinária, ficaram muito acima de equipas que têm outros potenciais financeiros. O ano passado ganhámos sem ter o dinheiro de outros e este ano queremos ganhar novamente. A minha primeira palavra vai para os adeptos da Ovarense, um grande clube, espero que para o ano estejamos aqui outra vez neste ambiente.

Jogo realizado na Arena de Ovar.

Ovarense — Oliveirense: 73-93.

Ao intervalo: 33-56.

Sob arbitragem de Fernando Rocha, Sérgio Silva e Pedro Coelho, as equipas alinharam e marcaram:

– Ovarense: João Grosso (05), Khalen Cumberlander (05), William Perry (15), João Fernandes (09) e Aleksandar Danilovic (02). Jogaram ainda: Pedro Pinto (04), Cristóvão Cordeiro, Emanuel Sá (07), André Pinto, Pedro Oliveira (05), Coereontae DeBerry (17) e João Oliveira (04).

Treinador: Nuno Manarte.

– Oliveirense: Travante Williams (21), Eric Coleman (09), José Barbosa (10), Thomas Thaey (12) e James Ellisor (19). Jogaram ainda: André Bessa (03), João Guerreiro (08), Francisco Albergaria (01), Renato Azevedo, Rui França, João Balseiro (06) e Marko Loncovic (04).

Treinador: Norberto Alves.

Marcha do marcador: 14-32; 33-56; 48-81; 73-93.

Assistência: cerca de 1.700 espetadores.

Artigos Relacionados

Deixe uma resposta

Botão Voltar ao Topo