Local

Outra depressão a caminho do país?

Caso se concretize o cenário projetado pelos mapas do modelo Europeu, aí sim, a partir de quinta-feira, dia 21, Portugal continental poderá ser fortemente fustigado pela chegada de uma frente ao Minho e Área Metropolitana do Porto, associada a outra depressão atlântica. A da primeira metade da semana deixaria sobretudo vento e frio, mas esta descarregará bastante chuva. De acordo com as previsões, as acumulações mais expressivas de precipitação deverão ocorrer a norte da bacia hidrográfica do Mondego e a oeste da Barreira de Condensação.

Os ventos fortes de Sudoeste certamente que ajudarão a potenciar esta situação. A frente chegará ao início/meio da tarde, aumentando de intensidade ao longo do dia e expandindo a sua influência pluviométrica de norte para sul e de oeste para leste. Com o frio armazenado no Continente e a precipitação em altitude, é possível que ocorra queda de neve a 22 e 23 de abril em serras do norte do país e também na Cordilheira Central.

De sexta-feira em diante, espera-se que as chuvas continuem a cair de forma abundante e generalizada em quase todo o país, contudo, é de salientar que ainda existe bastante incerteza relativamente a este cenário. Isto porque de acordo com o ECMWF vai formar-se uma espécie de “canal” anticiclónico entre a Gronelândia e a Escandinávia, o que poderá estimular a circulação de depressões mais a sul.

Assim, tudo indica que esse é o cenário que acontecerá entre os dias 21 e 24, quiçá até ao dia 26, com o aparecimento de uma depressão nas imediações da Península Ibérica já nesta próxima quinta-feira. O tempo instável está ao virar da esquina.

Artigos Relacionados

Deixe uma resposta

Botão Voltar ao Topo