Opinião

Ovar a ser livre – Ricardo Alves Lopes

A liberdade é, e será sempre, uma definição subjetiva. Não se pode afirmar com veemência o que ela é, sendo feita de uma barreira tão ténue.

No entanto, não posso concordar que nos tempos de ditadura é que vivíamos anos saudáveis. Eu não a vivi, mas também não me imagino a vivê-la. A sanidade das contas do estado é uma meia-verdade, onde se esconde uma pobreza quase generalizada, onde se ocultam verdades como o Tarrafal, ou as músicas e textos vetados a caneta vermelha. A liberdade pode ser subjetiva, a democracia pode ter trazido a reboque muitos erros e podemos estar a viver anos difíceis, quase dantescos, com injustiças em diversas áreas da nossa sociedade, mas jamais comparando-se a uma ditadura, em que muitos se apoiam agora para criticar a governação vigente.

Estou contra a grande maioria das medidas castradoras deste governo, destas políticas desrespeitosas para com a população, que deveria ser visto como o bem mais essencial de um país, mas não me posso apoiar nessa revolta para me fazer caminhar até tempos em que a opinião pessoal não podia ser assumida. A minha liberdade está no meu conhecimento e na capacidade, e possibilidade, de expressá-lo. Tirarem-me isso, era muito mais que cortarem-me direitos financeiros.

Assim, foi com um enorme prazer que assisti à homenagem feita em Ovar aos 40 anos da Revolução dos Cravos. O Grupo de Carnaval os Hippies, através de alguns elementos, adornaram a nossa cidade com autênticas obras de arte, que merecem ser preservadas e partilhadas. A beleza de uma obra, normalmente, está na sua simplicidade. Por isso, não posso deixar de dar os parabéns ao vereador que solicitou a obra e aos executantes. Tal como não esqueço a bandeira da liberdade, pintada pelo Xavier Almeida e pelo Toni Gaiato. Devemos usar os ventos desfavoráveis, para balançar as bandeiras da liberdade, da democracia.

Parabéns.
Ovar, mais uma vez, provou que está no caminho certo, sendo livre de acreditar que o futuro pode ser melhor. Os meus parabéns a todos os envolvidos, o município saiu vencedor, num dia que é de todos!

Ricardo Alves Lopes (Ral)
http://tempestadideias.wordpress.com
[email protected]

Artigos relacionados

Deixe uma resposta