Cultura

Ovar/Cultura apresenta mais de 100 eventos até junho

Câmara Municipal de Ovar volta a apresentar e distribuir a agenda OVAR/CULTURA no seu formato físico que conta com mais de 100 iniciativas previstas para os meses de março a junho nos diversos equipamentos da rede cultural e criativa do Município.

Para os meses de março a junho, o Centro de Arte de Ovar, a Escola de Artes e Ofícios, os Museus – Júlio Dinis e Escolar Oliveira Lopes – e a Biblioteca Municipal de Ovar, equipamentos da rede cultural e criativa do Município, apresentam mais de 100 eventos nas áreas da música, teatro, dança, exposições, cinema, livro e leitura, conversas e oficinas, numa programação que “assenta em critérios de qualidade artística e que tem como ponto de partida os recursos materiais e imateriais do território, capaz de promover novas leituras sobre a história e a identidade locais”.

A programação dá especial destaque ao envolvimento de agentes locais (individuais e coletivos), ou com estreita ligação ao município e à comunidade, na coprodução de espetáculos, em residências artísticas, na curadoria de exposições, visitas, oficinas e outras manifestações culturais e artísticas.

Em março, destaque para o SHORTCUTZ OVAR, que vai para a 6ª Temporada e é uma das marcas da programação anual OVAR/CULTURA, com programação de Tiago Alves, e para a coprodução de COCHINCHINA, texto de Afonso Cruz e adaptação e encenação de Sandra Barata Belo.

O OVAR EM JAZZ volta a acontecer em abril e apresenta-se como “um momento de aprendizagem, experimentação, celebração e escuta”; durante 5 dias, a cidade de Ovar assume-se como o palco do JAZZ em Portugal. Procuram ir ao encontro de todos os públicos, do programa constam nomes como Salvador Sobral, Ricardo Toscano, Mário Laginha, Hugo Carvalhais, Mário Barreiros, Liudas Mockunas, João Martins ou o Quarteto do Rio, um dos principais grupos de bossa nova e MPB do Brasil que estará em palco com a Orquestra Filarmonia das Beiras.

O MAIO do AZULEJO, evento de promoção de Ovar enquanto “Cidade-Museu Vivo do Azulejo”, apresenta diversas iniciativas de valorização dos patrimónios – azulejar, arquitetónico, histórico e cultural – destacando-se as visitas, exposições, oficinas e dois grandes concertos em espaços simbólicos da Cidade: o Tribunal de Ovar e a Praça da República. Budda Power Blues & Maria João, com The Blues Experience II, no Dia Nacional do Azulejo, 6 de maio, e Luís Portugal as Bandas Filarmónica Ovarense e Boa União, a 28 de maio, são as propostas para os concertos.

Rodrigo Leão, com “A Estranha Beleza da Vida”, e “Porque é Infinito”, de Victor Hugo Pontes, uma coprodução na área da dança, são também propostas do Centro de Arte de Ovar para maio.

O Programa EIXO | aprendizagem criativa, dedicado às crianças, jovens e famílias, é um dos pilares da programação cultural do Município, pelo que ocupa um espaço relevante nesta agenda. Há espetáculos, visitas e oficinas para todos os públicos nos diversos espaços municipais. O GIGANTES INVISÍVEIS, Encontro Literário para os Mais Novos Leitores, vai para a 7ª edição e acontecerá entre 25 e 30 de abril no Parque Ambiental do Buçaquinho – Esmoriz/Cortegaça.

Em junho, Rui Massena, com concerto em trio, e o espetáculo de stand up “Vamos Todos Morrer ao Vivo”, com Ana Markl, Tiago Ribeiro e Hugo Van der Ding, que vêm das manhãs da Antena 3 para o palco, são os destaques do CAO. A 17 e 18 de junho, a Tanoaria Josafer será, mais uma vez, o espaço de acolhimento do TAN TAN TANN, 6º Festival Internacional de Artes Performativas Contemporâneas.

A Agenda OVAR/CULTURA dá ainda a conhecer alguns dos principais eventos nas áreas do desporto e lazer e da Estação Náutica de Ovar (ENO).

Mais informação em https://cultura.cm-ovar.pt e https://www.facebook.com/ovarcultura.

Artigos Relacionados

Deixe uma resposta

Botão Voltar ao Topo