LocalSlider

Ovar domina nas praias com “Qualidade de Ouro”

À semelhança dos anos anteriores, a Quercus – Associação Nacional de Conservação da Natureza identifica, as águas balneares em Portugal classificadas como tendo “Qualidade de Ouro”, com base na informação pública oficial disponibilizada pela Agência Portuguesa do Ambiente, e tendo apenas em consideração as análises efetuadas nos laboratórios das diferentes Administrações Regionais Hidrográficas.

Para a época balnear de 2018, a Quercus identifica assim 390 praias com “Qualidade de Ouro” em Portugal – menos 6 do quem 2017 – num total de 640 praias. Das praias identificadas, 342 são praias costeiras, 39 são praias interiores e 9 são de transição. Em comparação com 2017, há menos 9 praias costeiras galardoadas, existem mais 3 praias interiores e igual número de transição.

Na região, os concelhos com maior número de praias com “Qualidade de Ouro” são Ovar com as praias de Cortegaça, do Furadouro e do Torrão do Lameiro, seguido de Vagos com as praias do Areão, do Labrego e da Vagueira, Ílhavo com as praias da Barra e da Costa Nova, Murtosa com as praias de Monte Branco e da Torreira, Aveiro com a praia de São Jacinto, e Espinho com a praia de Espinho-Baía.

Para receber a classificação de praia com “Qualidade de Ouro”, a água balnear tem de respeitar os seguintes critérios:
• Qualidade da água Excelente nas 5 últimas épocas balneares, de 2012 a 2017;
• Todas as análises realizadas, sem excepção, na última época balnear (de 2017) deverão apresentar valores inferiores a 100ufc/100ml para os Enterococos intestinais e inferiores a 250ufc/100ml para a Escherichia coli, e para águas interiores, 200ufc/100ml e 500ufc/100ml, respectivamente.

Com esta iniciativa, o objectivo da Quercus é realçar as praias que ao longo de vários anos apresentam sistematicamente uma água balnear de qualidade excelente e que, nesse sentido, oferecem assim uma maior fiabilidade no que respeita à qualidade da água.

Artigos relacionados

Deixe uma resposta