Covid-19EmpresasSlider

Padaria encerrada para desinfecção

A PSP mandou encerrar uma padaria, em Ovar, onde deteve um homem suspeito de violar confinamento obrigatório a fim de proceder à desinfecção do espaço.

A detenção aconteceu pelas 11h45, deteve 1 homem, na sequência das verificações do confinamento obrigatório realizadas pela Esquadra ovarense. Constatou-se que o cidadão, de 47 anos, residente no concelho de Ovar, estava indicado como positivo para a Covid-19, não se encontrava na sua residência, sendo detido por desobediência.

O indivíduo foi interceptado na via pública e alegou ter vindo de uma padaria existente em Ovar, apesar de ser conhecedor da ordem legítima de confinamento obrigatório, emanada por autoridade sanitária, aquando do teste à Covid-19 a que havia sido submetido.

O detido foi acompanhado até à sua residência, tendo sido ainda indiciado pelo crime de propagação de doença contagiosa. A ocorrência foi comunicada ao Ministério Público.

No passado sábado, pelas 09h15, a polícia deteve 1 homem, de 56 anos, por desobediência (incumprimento do dever de recolhimento domiciliário). O indivíduo, que se encontrava apeado num parque de estacionamento, já tinha sido, em dias anteriores, noutros espaços públicos, informado por esta Polícia do dever de recolhimento domiciliário.

O detido foi notificado para comparecer no Juízo de Ovar (Ministério Público do Tribunal Judicial de Aveiro), pelas 14 horas desta segunda-feira, para conhecimento da medida de coação.

De referir que são já cinco as detenções efectuadas por este tipo de crime, nas últimas semanas, pelo que a PSP apela a que seja cumprida, na íntegra, a permanência na sua residência, por todos os cidadãos a quem tenha sido decretada a obrigação de confinamento pelas autoridades de saúde, por estarem positivos para a COVID-19.

A PSP assegura que continuará atenta a todos os comportamentos que possam colocar em risco a saúde pública e a vida em sociedade.

Artigos relacionados

Deixe uma resposta