Carnaval

O Carnaval de Ovar enquanto forma de arte

Projecto com Frederico Martins adiado para junho

Depois de um ano de pandemia e recolhimento, pensou-se que chegara o tempo de esticar as pernas, correr, dançar e dar um salto no ar para ganhar perspectiva. Um salto qualitativo nas nossas vidas e nas dos demais: vinha aí uma nova era. 

O Carnaval ia marcar essa viragem. Para a campanha da folia vareira de 2021, os foliões iam protagonizar uma sessão fotográfica assinada por Frederico Martins que nos imortalizaria em imagens que nos haviam de remeter para o silêncio de um recomeço. Os corpos vividos, os fatos expressivos, coloridos, iam espreguiçar-se da sua reclusão.

Como uma borboleta que eclode do casulo à procura do Sol e num repente lhe cerceiam as asas. Foi assim com o novo confinamento que obrigou a tudo cancelar.

Com uma perspectiva provocadora, captando a beleza e a sensualidade da figura humana, atrás da câmara estaria Frederico Martins e nós experimentaríamos o que é ser Sara Sampaio, Olivier Rousteing, director criativo da Balmain, o estilista Alexander Wang na altura director criativo da Balenciaga, a modelo italiana e ícone da indústria Mariacarla Boscono (que está a fazer 20 anos de carreira e que publicou uma foto tirada por Frederico Martins num pequeno vídeo alusivo à data), Anthony Vaccarello, actual diretor da Yves Saint Laurent, ou a actriz Milla Jovovich, que fotografou no seu estúdio no Porto. “Se me perguntassem, na minha adolescência, quem eu queria conhecer, Milla Jovovich apareceria no topo da lista”, lembra.

Frederico destaca-se no panorama nacional e internacional de fotógrafos de moda. Nomes como Portuguese Shoes, Luís Onofre, Nuno Baltazar, Luís Buchinho, Eugénio Campos e revistas como Vogue Portugal, Elle Portugal, Elle Indonésia, Maxim USA, Maxima, Bello Mag, GQ Portugal, estão no seu portfólio.

Fotografa para várias revistas de moda: Vogue, Máxima, Elle e Cristina, em Portugal; para a Departures dos Estados Unidos do grupo da Time; para a H, uma revista internacional feita no Médio Oriente; para a francesa Slymmy; para as revistas semanais dos jornais franceses Le Figaro e Les Echos

Já fotografou Cristiano Ronaldo e a sua campanha de sapatos. Já deu masterclasses em várias partes do mundo: Madrid, Barcelona, Milão, Londres, Berlim, Chicago, São Paulo, Cidade do México, Seul, Tóquio. Mas no fim do dia, é em Esmoriz que encontra a paz que precisa. Cada vez mais internacional, não deixa a sua base no Porto. Se a crise pandémica deixar, em junho há novidades. Nunca mais seremos os mesmos, seremos forçosamente melhores.

 

 

Artigos relacionados

Deixe uma resposta