LocalSlider

“Podemos atingir a neutralidade carbónica na próxima década”

“O Município de Ovar tem todas as condições para atingir a neutralidade carbónica na próxima década, antes de 2050, ao contrário do que defende o actual governo”, criticou o presidente da Câmara Municipal de Ovar, Salvador Malheiro, na sua intervenção no Dia do Município. No entender do edil ovarense, “este problema exige uma actuação local e nós queremos estar na linha da frente”, anunciando que o Município tenta atrair “mais uma central solar fotovoltaica, de 20 MegaWatts” para adicionar à aposta “na prioridade aos peões em detrimento dos carros, na redução de resíduos e na sua valorização”. O Município, recorde-se, já possui uma instalada no lugar da Marinha que evita, em cada ano, a emissão 700 toneladas de CO2

O Município de Ovar emite cerca de 200 mil toneladas de CO2 por ano. “A nossa mancha florestal consegue capturar cerca de 100 mil toneladas por ano e as medidas de eficiência energética implementadas pelo nosso tecido empresarial têm diminuído, consideravelmente, a nossa intensidade energética e carbónica”.

“Mais do que apregoar, somos gente de planear, fazer e concretizar”, disse, anunciando a consignação da empreitada do Ecocentro de Ovar por mais de um milhão de Euros. Salvador Malheiro frisou que “as alterações climáticas são, talvez, o maior problema da humanidade, visível no nosso concelho, na erosão costeira” e anunciou que vai ser lançada a “candidatura ao POSEUR – Programa Operacional Sustentabilidade e Eficiência no Uso de Recursos, para a construção de quebra-mares, com shots de areia, que está a ser preparada com a Agência Portuguesa do Ambiente e Ministério do Ambiente, depois da Câmara Municipal de Ovar apresentar o projecto de execução, Estudo de Impacto Ambiental (EIA) e os estudos de viabilidade económica”.

Menos colaboração parece estar a haver com o Ministério da Saúde no que toca à Extensão de Saúde de Maceda que se mantém encerrada após forte investimento municipal. “Estamos à espera que a tutela cumpora o que nos prometeu, quer em Maceda quer no bloco operatório do Hospital de Ovar”. “Mas continuamos a acreditar”. Por outro lado, considerou injusta a abertura das Urgências em São João da Madeira, mantendo encerradas as Urgências do Hospital de Ovar, “quando nós temos mais do dobro da sua população”.
O Dia do Município, é uma oportunidade de “exacerbar o nosso Espírito Vareiro. É dia também para a atribuição de medalhas municipais. Uma sociedade tem que saber reconhecer os seus melhores”. Salvador Malheiro sublinhou o dia da identidade, “em que devemos jurar solenemente os nossos votos, a vontade de estar juntos, o amor à nossa terra”.

Distinções Municipais de 2019:
Medalha de Ouro do Município:
Alberto de Sousa Lamy (a título póstumo)

Medalha de Mérito Municipal Ouro:
Dionísio Alberto Resende (a título póstumo)
Manuel da Silva Lopes (a título póstumo)

Medalha de Mérito Municipal Prata:
Valdemar Rodrigues Silva
Aurora Gaia
Centro de Promoção Social do Furadouro (50 anos)

Medalha de Mérito Municipal Cobre:
Carlos Leite
Associação de Diabéticos do Concelho de Ovar(25 anos)
Associação Amigos de São Bento (25 anos)

Artigos relacionados

Deixe uma resposta