Opinião

Porquê Meditar? – Susana Antunes

[themoneytizer id=”16574-1″]

 

A nossa Mente está presente em tudo o que experienciamos enquanto Seres Humanos. Procuramos gerir a nossa vida, nossas emoções, nosso trabalho, e em tudo utilizamos a Mente. Procuramos ser eficientes, concentrados, criativos e para tudo isso lidamos sempre com a Mente. Ela está presente em tudo! No entanto, que tempo do dia lhe dedicamos para o seu bom funcionamento? Cuidamos do nosso carro, da casa, das nossas roupas, do nosso físico, etc. E a Mente?!

A era da informação atual está a criar um excesso de informação partilhada, seja através da internet, tv, telemóveis, e a nossa Mente está a ficar saturada com tanta informação, ao fim de cada dia. Então em que altura cuidamos da nossa Mente?

Mesmo o dormir, hoje em dia (e para muitos) já não é nem o suficiente, nem muitos já conseguem dormir com qualidade. Porquê?! Porque já não conseguem relaxar mesmo quando vão dormir.

O excesso de ondas cerebrais Beta são de tal ordem, que quando vão tentar dormir, simplesmente não conseguem baixar o ritmo acelerado da Mente. E o Stress instalou-se! Associado à doença do Homem Moderno, o Stress veio trazer problemas à qualidade de vida de todos os seres humanos que não conseguem “desligar” a sua Mente e libertá-la de tanto “barulho” ( excesso de formas de pensamento).

É de vital importância o Homem voltar a centrar-se, voltar a ter a Atenção Plena no momento “Agora”. Aprender a relaxar e libertar a Mente de tensões. Ao voltar a ter equilíbrio na sua Mente, o Homem unifica o sentido da sua energia para a Unidade e Força. Deixa de desperdiçar energia vital, concentra-se e foca-se no seu momento, seja em qual for, e com isso ganha qualidade de vida, saúde, capacidade mental e equilíbrio, assim como a doce sensação de paz e bem-estar.

A Meditação é a prática mais aconselhada a todos os seres humanos, pois capacita o Homem a voltar-se ao seu centro, ao seu ponto de equilíbrio, contribuindo para uma vida mais saudável.

Susana Duarte Antunes

Artigos Relacionados

Deixe uma resposta

Botão Voltar ao Topo