Guerra da Ucrânia

Portugal reconhece sete combatentes voluntários na Ucrânia

O Governo português já reagiu à informação avançada, esta sexta-feira, pelo Kremlin que reivindicava a morte de 19 combatentes portugueses em território ucraniano.

O Ministério dos Negócios Estrangeiros reconhece que há registo de voluntários portugueses a combater pela Ucrânia, mas os números destoam completamente daqueles que foram apresentados por Moscovo, além de não terem registo de nenhum óbito.

O Ministério da Defesa da Rússia anunciou que, desde o início do conflito na Ucrânia, “19 mercenários portugueses” foram eliminados pelas tropas de Vladimir Putin. O Ministério dos Negócios Estrangeiros de Portugal desmente esta informação, referindo que apenas sete cidadãos que informaram o Governo de que iam deslocar-se para o país para combater.

De acordo com dados de Moscovo, desde o início da invasão, terão chegado à Ucrânia 103 soldados portugueses, 16 já regressaram ao país. Estarão em acção 68 militares de Portugal.

Publicidade

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Botão Voltar ao Topo