LocalSlider

Predador sexual seduzia meninas com perfil falso de Facebook

Foi através de um perfil falso de Facebook que um predador sexual, de 24 anos, conseguiu convencer várias raparigas a enviar-lhe imagens com teor sexual.

Usava uma fotografia de um homem jovem e atraente para atrair as vítimas. Começava por um pedido de amizade e seguia-se uma conversa manipuladoras que levou crianças e adolescentes entre os 11 e os 15 anos a acreditar que, do outro lado, estava um rapaz interessado numa relação amorosa.

O passo seguinte seria um rol de ameaças em que o suspeito exigia o envio de mais imagens, ameaçando divulgar as fotografias que já tinham sido enviadas.

A denúncia foi feita por uma única criança e a PJ demorou cerca de um ano para encontrar o homem, uma vez que nenhuma das vítimas tinha visto o rosto ou conhecia o verdadeiro nome do suspeito. Através do material apreendido pelas autoridades, foi possível identificar mais seis vítimas, mas os investigadores acreditam que haverá mais.

Segundo a PJ de Aveiro, os inspectores apreenderam centenas de ficheiros que as vítimas, com idades entre os 11 e os 15 anos, lhe enviaram. As menores começaram por enviar vídeos, imagens e até áudios de livre vontade, mas depois o predador passou a coagir as menores, ameaçando divulgar os ficheiros que tinham na sua posse quando estas recusavam enviar mais.

A PJ encontrou milhares de conversas com as menores, incluindo vários ficheiros com crianças sem roupa a exibir a zona genital. Em comunicado, a PJ informou que “a investigação vai prosseguir no sentido de tentar identificar o maior número possível das inúmeras vítimas existentes, a partir da análise da imensidão de dados apreendidos e da realização de perícias forenses de informática”.

Indiciado dos crimes de abuso sexual de crianças, violação e pornografia de menores, o detido foi presente às Autoridades Judiciárias competentes para interrogatório judicial, tendo-lhe sido aplicada a medida de coação de prisão preventiva.

Artigos relacionados

Deixe uma resposta