Política

PS contesta atraso na apresentação do Orçamento Municipal

O PS de Ovar enviou uma carta ao presidente da Câmara Municipal de Ovar, a manifestar “a sua insatisfação pelo atraso na apresentação da proposta de Orçamento para 2016”, questionando o Executivo Municipal sobre as condições que serão dadas aos vereadores da oposição para efectuar a análise e ponderação de tão relevante documento.

A proposta de Orçamento e Grandes Opções do Plano – que será apreciada na reunião de Câmara agendada para a próxima Quinta-Feira – “não foi, até ao momento, dada a conhecer aos vereadores eleitos pelo PS”, revela Ricardo Alexandre, presidente da estrutura concelhia socialista.

Ricardo Alexandre já manifestou a sua estranheza pela oportunidade da reunião marcada para ouvir as forças políticas concelhias e as suas propostas a incluir no Orçamento e Grandes Opções do Plano para o ano de 2016.

“De facto, será difícil a qualquer força política avaliar a pertinência da apresentação de sugestões concretas para incorporar no Orçamento Municipal quando desconhecemos a proposta de Orçamento do executivo – ou, sequer, um seu rascunho”, justifica o líder socialista.

Assim, acrescenta, “o convite endereçado aos partidos parece pretender cumprir uma mera formalidade. A menos de uma semana da data da reunião de Câmara que apreciará e votará a proposta de Orçamento, esta já estará, certamente, concluída”.

Assim, os socialistas interrogam-se sobre a “possibilidade de alguma proposta que as forças políticas apresentaram terão alguma hipótese de vir a ser incluídas num Orçamento que já estará pronto”.

Por outro lado, levanta suspeitas sobre “o efectivo estado de elaboração de tal proposta de Orçamento. Não estando pronta, será apressadamente concluída a tempo da apreciação em reunião de Câmara a realizar na próxima Quinta-Feira? E em que condições poderão os vereadores do Partido Socialista analisar um documento desta relevância – que, a três dias da data prevista para a sua aprovação, ainda desconhecem?”

Apesar de contestar a forma como decorreu a consulta prévia aos partidos da oposição, o PS diz que remeteu à Câmara Municipal um conjunto de propostas que materializam as ideias para o desenvolvimento do concelho, que, como refere, “têm sido apresentadas, em reunião de Câmara pelos vereadores eleitos pelo PS”.

Publicidade

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Botão Voltar ao Topo