ComunicadosPolítica

PS pede demissão do secretário da junta de Cortegaça

O PS lamenta a utilização da “nossa Igreja Matriz de Santa Marinha de Cortegaça, incluindo no seu interior, para a gravação de um videoclipe”.

“Frisamos o nosso total desacordo com o ocorrido e a devassa de um templo religioso e local de culto, e por outro defendemos o apuramento de responsabilidades”, salienta, em comunicado.

Estando a acompanhar atentamente esta situação, o PS leu o comunicado de José Malhoa em resposta à polémica gerada na nossa comunidade e ao comunicado da própria Paróquia de Cortegaça.

Neste comunicado, “José Malhoa alega que as filmagens no interior da Igreja foram realizadas sob proposta e, portanto, com autorização do secretário da Junta de Freguesia de Cortegaça, Paulo Pinheiro, que erradamente chama de Junta de Freguesia de São Vicente”.

Perante isto, “e a ser verdade, tal como se pede a um primeiro-ministro a demissão de um ministro ou secretário de estado que tenha cometido um erro grave, também o Presidente da Junta de Freguesia de Cortegaça deve agir em conformidade, demitindo o secretário da Junta de Freguesia de Cortegaça, face à intenção publicada pela Paróquia de agir judicialmente e pelo quanto esta situação manchou não só o nome da Paróquia, como da própria Freguesia de Cortegaça”.

O PS também considera “muito grave não ter havido um imediato assumir das responsabilidades e esclarecimento público”.

Também pede a quem licenciou, “o Vice-presidente da CMO Domingos Silva, que saiba o que licencia, especialmente nos espaços exteriores da Igreja Matriz de Cortegaça e do Cemitério de Cortegaça”.

 

Artigos Relacionados

Deixe uma resposta

Botão Voltar ao Topo