Política

PS quer saber o que aconteceu à Casa da Junta de São João

Em comunicado, o PS mostra-se perplexo com o recente anúncio do Município de que “o equipamento multiusos de São João – Polo de Capacitação e Inovação Social encontra-se em fase de conclusão, disponibilizando-se à população um espaço público, de múltiplas valências e de elevada qualidade.”

Recordando que quando o executivo do Partido Socialista na Câmara Municipal lançou, em 2009, a empreitada da Casa da Junta de São João, esta destinava-se a acolher a sede da Junta de São João, com diversos espaços de apoio à Junta de Freguesia e a Biblioteca-Pólo, o PS lamenta que o actual executivo do PSD venha “a retirar à população de São João aquilo
que, há muitos anos, lhe foi legitimamente prometido”, acrescentando que isto sucede “3 anos depois de o Governo do PSD ter extinto a freguesia de São João”.

O PS lamenta que Salvador Malheiro tenha deixado “de parte a lealdade que sempre deve ter para com os órgãos representativos das freguesias, decide voltar atrás, tirando aquilo que prometera dar, e deixando São João sem edifício sede para a sua Junta. Salvador Malheiro – que tantas vezes afirma que o nosso concelho tem, para si, as mesmas 8 freguesias que sempre teve – deixa São João como a única freguesia sem um espaço condigno, e, consequentemente, deixa a União de Freguesias sem sede”.

“O que aconteceu ao espaço quanto ao qual, em Maio de 2014, Salvador Malheiro se referia, afirmando: “A Casa da Junta de S. João continua a ser uma prioridade do executivo municipal”?

Os socialistas consideram que Salvador Malheiro tem o direito de mudar de opinião, mudar de prioridades, mas “não tem o direito de enganar os nossos munícipes. De lhes prometer em 2014 algo que lhes vem retirar em 2016. De ignorar as Juntas de Freguesia e de tomar uma decisão deste teor sem nenhuma satisfação dar”.

Artigos Relacionados

Deixe uma resposta

Botão Voltar ao Topo