Publicidade
ComunicadosPolítica

PSD e JSD repudiam abandono da oposição na Assembleia Municipal

As Comissões Políticas do PSD e da JSD Ovar repudiam a lamentável atitude dos grupos municipais do PS, BE, PCP e CDS, que, numa atitude de juízes em causa própria, no dia 11 de dezembro, abandonaram os trabalhos da Assembleia Municipal, demitindo-se da função para a qual foram eleitos e, com isso, envergonhando quem os elegeu.

Essa coligação negativa de interesses visou apenas criar um facto político para alimentar as redes sociais pois, ao contrário da narrativa que procuraram criar, a votação do Orçamento, GOP’s e Mapa de Pessoal para 2021 foi legal e a documentação enviada dentro do prazo previsto na lei.

Aliás, foi precisamente por os documentos terem sido enviados com antecedência, serem claros e conterem informação em quantidade e qualidade suficientes, que se detetou, na Comissão Especializada, liderada pelo PSD e na qual estão representados todos os partidos, um mero lapso num mapa referente a estimativas de 2020. Detetado o lapso, ele foi prontamente retificado, valorizando dessa forma a importância e o mérito dessa Comissão Especializada da Assembleia Municipal.

publicidade

Ainda assim, conforme facilmente se percebeu, tratando-se de uma estimativa, o lapso era apenas referente a valores ainda sujeitos a alterações até 31 de dezembro de 2020, não tendo qualquer relevo para a análise do Orçamento de 2021.

Nenhum dos valores referentes a 2021 esteve em causa. Os dados de 2021 encontravam-se 100% corretos, pelo que nenhum deputado esteve impedido de analisar o Orçamento de 2021, como falsamente alegaram.

Prova disso é não só o facto de, durante a sessão da Assembleia, vários deputados, incluindo os do PS, PCP e CDS, terem feito intervenções extensas sobre o Orçamento, como ainda, os Presidentes de Junta do PS terem ficado na sala e, inclusivamente, votado a favor do documento.

Toda a argumentação da oposição cai por terra quando os próprios Presidentes de Junta do PS votaram o Orçamento, pois ninguém acredita que esses autarcas socialistas teriam qualquer interesse em cometer uma ilegalidade.

Por outro lado, ao contrário do que afirmou o PS, a Assembleia Municipal de Ovar tem decorrido no cumprimento das normas em vigor, e quando tal não acontece deve-se ao comportamento desrespeitoso de deputados socialistas, tendo inclusivamente o Presidente da Assembleia Municipal tolerado diversas intervenções ofensivas à sua pessoa.

As Comissões Políticas do PSD e da JSD Ovar revêem-se no Presidente da Assembleia Municipal, Pedro Braga da Cruz, que tem desempenhado a sua função com independência e uma postura que dignifica o cargo.

Ao contrário do PS Ovar, que apenas procura criar escândalos, as Comissões Políticas do PSD e da JSD Ovar estarão sempre mais preocupadas e empenhadas em trabalhar ao lado dos eleitos locais, no muito que é preciso fazer pelo nosso território e pelas nossas populações.

O PS Ovar, em particular, já se habituou a abandonar as populações em alturas difíceis. Foi assim na COVID, em que o PS desapareceu e foi agora no Orçamento, em que o PS abandonou as suas responsabilidades. Está visto que quando a responsabilidade aparece, o PS desaparece. Já o PSD e a JSD estão sempre ao lado das populações.

Ovar, 15 de dezembro de 2020
As Comissões Políticas do PSD e da JSD Ovar

Publicidade

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Botão Voltar ao Topo