Política

PSD: Salvador Malheiro esquece as divergências e apela à união

Perante o 41.º Congresso do PSD, o presidente da Câmara de Ovar e ex-vice-presidente do anterior líder Rui Rio, Salvador Malheiro disse que “ninguém pode ser vetado ou dispensado” no atual momento de campanha.

Na reta final do seu terceiro e último mandato em Ovar, Salvador malheiro pisca o olho a um lugar de deputado nas listas do partido nas legislativas ou até nas Europeias. Para isso, apelou ao líder com quem nunca se entendeu para esquecer o passado. “Não vale a pena olhar para trás, para as pequenas divergências, porque aquilo que temos pela frente obriga a que todos nós sejamos convocados”, afirmou, assegurando estar disponível “para ajudar, para apoiar, para unir e congregar”.

Salvador Malheiro defendeu que “não existem linhas vermelhas na angariação de votos por parte do PSD” e deixou um alerta aos que, na última eleição, votaram no PS sem saber que António Costa formaria uma ‘geringonça’ com BE e PCP.

“À primeira cai qualquer um, à segunda já só cai quem quer”, avisou.

Ao presidente do PSD, Malheiro aconselhou um “discurso pela positiva”, considerando que “não vale a pena bater nos casos e casinhos, nas falhas” da governação do PS, mas mostrar aos portugueses como podem “ficar melhor com a governação do PSD”.

Deixe um comentário

https://casino-portugal-pt.com/
Botão Voltar ao Topo