Carnaval

PSP alerta jovens para bombas de carnaval com Operação Carnaval em Segurança 2015

A Polícia de Segurança Pública esteve, esta manhã, na EB2 António Dias Simões, a realizar a primeira de várias Operações de Segurança e Prevenção, a nível nacional, no âmbito do Modelo Integrado de Policiamento de Proximidade.

A operação “Polícia Sempre Presente – Carnaval em Segurança 2015” diz respeito à segurança dos cidadãos durante o período do Carnaval, isto é, no período de 12 de Fevereiro a 17 de Fevereiro de 2015.

Pretende-se, nesta altura do ano, numa atitude proactiva e dissuasora, prevenir a criminalidade e a sinistralidade rodoviária em toda a área da PSP, bem como desenvolver junto das comunidades escolares (alunos, professores, funcionários e encarregados de educação) acções de sensibilização que divulguem a adopção de procedimentos preventivos e de autoprotecção, com vista a evitar comportamentos de risco, nomeadamente os associados ao uso de artefactos pirotécnicos e lúdicos, próprios desta época festiva.

Para tal, o Comando Distrital de Polícia de Aveiro, através dos polícias afectos ao Programa Escola Segura, levará a efeito as referidas acções de sensibilização em algumas escolas, onde também distribuirá os folhetos em anexo, sobretudo aos jovens em idade escolar, com os alertas sobre o uso de materiais pirotécnicos, nomeadamente Bombas de Carnaval (explosivos formados por conjuntos de substâncias químicas que, quando iniciadas por uma fonte de energia, produzem efeitos sonoros ou luminosos, mas que podem resultar em queimaduras graves e mesmo amputações de membros).

Os elementos das Equipas de Inactivação de Explosivos e Segurança em Subsolo (EIEXSS), das Forças Destacadas da Unidade Especial de Polícia, em serviço no Comando Metropolitano do Porto e no Comando Distrital de Polícia de Viseu, apoiam este Comando nas acções de sensibilização nos estabelecimentos de ensino, no que concerne à problemática das armas e artigos de pirotecnia, com especial enfoque na perigosidade da sua detenção e utilização ilícita, efectuando demonstrações ao vivo do rebentamento de bombas de Carnaval, em chispes de porco, pretendendo simular os possíveis danos causados na mão humana.

Artigos Relacionados

Deixe uma resposta

Botão Voltar ao Topo