CulturaPrimeira Vista

Pugilista Santa Camarão agora em banda desenhada

Contar a saga do pugilista de Ovar, José Santa “Camarão” (1902-1963) em banda desenhada é a nova aventura artística do vareiro Xavier Almeida, que tem aqui um aliado de peso: Os diálogos são de Pato Bravo, um novo alter-ego do músico B Fachada, e promete ser um livro cobiçável pelos amantes de BD e ilustração.

Depois do lançamento em Lisboa, a obra foi apresentada, este sábado, no café Ideal, em Ovar, “um local repleto de memórias desportivas”, com a participação de João Costa, que partilhou algumas das memórias que tem do pugilista.

Nascido em Ovar, no dia de Natal, Santa Camarão é ainda hoje recordado como uma das lendas do pugilismo nacional. Dele, de José Soares Santa, de alcunha “Camarão”, lembra o autor que também era conhecido por ser o “José Santa of Portugal ou Homem-Montanha, foi o maior boxeur português de sempre e que lutou nas décadas de 20 e 30”.

Com direito a nome de rua lisboeta, ou não tivesse vivido também na capital, poder-se-ia pensar que Santa Camarão continua vivo na mente colectiva dos portugueses, mas tal não corresponde à verdade, como se apercebeu Xavier Almeida em 2010, pouco depois de se mudar para a capital. Com base no caderno “A Vida de José Santa Camarão”, uma publicação assinada pelo próprio Santa Camarão, e demais investigação realizada por Xavier Almeida, chega agora aos leitores a banda desenhada que conta um pouco da vida do outrora famoso pugilista.

Com o apoio da Câmara Municipal de Lisboa, confessou que esperava mais  da Câmara de Ovar para a promoção do livro, feito “em jeito de homenagem e admiração profunda”, após uma “longa jornada que agora chega ao fim com um retrato histórico em banda-desenhada da primeira parte da sua vida”.

Xavier Almeida confessa a sua admiração pelo gigante vareiro: “o desportista vareiro Santa Camarão foi uma figura ímpar, muito além do imaginário”.

Sendo Xavier Almeida e o mítico pugilista ambos naturais de Ovar, o autor sempre esteve familiarizado com a história do ovarense José Soares Santa (1902-1968), mais conhecido pela alcunha Santa Camarão, pugilista peso-pesado de estilo ortodoxo com 2,06 m de altura e 120 kg de peso que granjeou fama mundial, na década de 30 do século passado. Participou inclusivamente em 2 filmes, tendo ficado registado nas curiosidades da história do cinema a primeira vez que se falou português com o filme “Liebe im Ring” (1930), do realizador Reinhold Schünzel.

Licenciado e mestrado em arquitectura, o autor ovarense tem sido ora premiado na área da ilustração e cinema de animação ora censurado em exposições. Desde 2012, que realiza a Novela Pornográfica, um diário do Milhões de Festa. Realizou vídeos para Carlos Bica e B Fachada. Com este último – sobre o pseudónimo Pato Bravo – realizou o romance gráfico em gravura, “Violência Electro-Doméstica”. Autor de Paisagens (Edições Senhora do Monte) e de mais de 30 livros auto-editados.

Xavier Almeida foi o primeiro português nomeado para o “Young Illustrator Award” (2008) onde expôs entre os melhores artistas europeus no Illustrative, em Zurich.

Artigos Relacionados

Deixe uma resposta

Botão Voltar ao Topo