EmpresasSlider

Ramada faz 80 anos

No passado dia 13 de Junho, a Empresa Ramada de Ovar assinalou o seu 80.º aniversário, com “uma simples mas magnânima celebração”, nas suas instalações e com os seus funcionários.

A empresa F. Ramada é sinónimo de Ovar. Nascida em 1935 pela mão de Francisco Ramada, dedicou-se inicialmente ao fabrico de fita de serra para madeira, outras ferramentas para as indústrias da madeira; cortiça e curtumes vieram, entretanto, alargar a gama de produtos.

Os contactos estabelecidos por Ramada na Exposição Internacional de Bruxelas, com Otto Karlson, da Fargesta Bruks AB da Suécia, vieram a revelar-se fulcrais quando eclodiu a II Grande Guerra Mundial (1939-45). Face à neutralidade dos dois países na guerra, a F. Ramada pôde desenvolver a comercialização de aços especiais. Assim, em 1954, a F.Ramada assumiu o estatuto duma sociedade por quotas, com o capital de 1.200 contos (€5.986).

Em 1958, foi produzida a primeira cantoneira perfurada fabricada em Portugal, sob a licença Dexion, abrindo caminho a um longo percurso como especialista em armazenagem.

Ainda no mesmo ano, a empresa assumiu o estatuto de Sociedade Anónima, com a designação F.Ramada, Aços e Indústrias, S.A., com o capital social de 9.000 contos (€44.892). Para melhorar o serviço ao número já elevado de clientes, a empresa abriu filiais no Porto, Lisboa, Águeda, Marinha Grande e Luanda.

Entrou-se então num período de forte desenvolvimento da empresa com a criação de uma nova unidade industrial na Cova do Frade que, iniciada em 1962, veio a albergar as actividades de Laminagem de Arco de Aço a Frio e a Estiragem de Aço a Frio.

A actividade em Angola foi impulsionada em 1968, com a criação da fábrica de Viana (a 17 Km de Luanda) onde passou a fabricar catanas, fita de serra e cantoneira perfurada.

Na primeira metade dos anos 70, tiveram lugar importantes investimentos que elevaram a capacidade das unidades produtivas e permitiram a construção de um novo armazém de aços especiais.

Para fazer face a esta expansão, a empresa abriu o capital à subscrição pública, passando a estar cotada na Bolsa de Valores.

A par das realizações que os factos referidos documentam e que o tempo decorrido entretanto já permite considerar como fazendo parte da história da empresa, há toda a cultura gerada ao longo dos anos em que a satisfação do cliente com produtos e serviços de qualidade foi permanentemente considerada como a chave do desenvolvimento.

Hoje, com a designação Ramada Aços, S.A. a empresa integra o grupo Ramada Investimentos, num conjunto de empresas com um capital social de 15.000.000 de Euros e um volume de negócios na casa dos 120.000.000.

Desenvolve a sua actividade em cinco áreas – Aços Especiais (comercial), Arco de Aço Laminado a Frio, Aço Estirado a Frio, Sistemas de Armazenagem e Ferramentas para Madeira – liderando o mercado nacional em todas elas.

O denominador comum das suas actividades é o Aço, sobre o qual possui elevado conhecimento e experiência.

A elevada variabilidade do ambiente económico em que hoje trabalha, a rápida evolução das técnicas de gestão e da tecnologia são desafios que têm robustecido as capacidades da empresa vareira e a leva a encarar o futuro com optimismo.

Artigos relacionados

Deixe uma resposta