Opinião

Reabilitação da Rua dos Castanheiros – Por Florindo Pinto

“Quem se aparta, fica a dever carta”

– É promessa de autarcas que se “alistaram”, percorreram as ruas de Esmoriz, na “dura

– tarefa” de angariar votos. Semearam a “esperança”, assumiram com terceiros, alguns

– compromissos. Mexer na Rua dos Castanheiros, está garantido e prometido, no papel

– Mas, para tanto, é necessário, indispensável, a negociação/compra do edifício; Sousa

– Sabe-se que a JF, mesmo cobrando as taxas ridículas, não conseguirá ter as condições

– económicas, para essa situação, resolver. Mas, quem “tapou” a Rua dos Correios, tem

– o dever de corrigir o insulto, o erro e remediar todo o mal, que ali deixaram “prantar”

– Por certo, os técnicos, verificarão, que em “matéria” de compras, não chega, é pouco

– mais prédios, são preciso. A Câmara/Ovar, que se assuma, por que tem a obrigação,

-o dever não só de comprar, como, também, de corrigir e se deixar de “andar a gozar”

Florindo Pinto

Artigos Relacionados

Deixe uma resposta

Botão Voltar ao Topo