Publicidade
CulturaPrimeira Vista

Rui Pedro Lamy estreia “Imago” no FEST

Rui Pedro Lamy estreou, esta semana, a sua mais recente curta no FEST – Festival Novos Realizadores, Novo Cinema, em Espinho, entre aproximadamente 250 filmes de todo o mundo.

“IMAGO” é uma viagem pela nossa imaginação, em que cruza o universo cristão e pagão, na procura da essência do Sagrado, da sua apropriação e da nossa relação com a Natureza”.

“É um dos projetos mais intensos e transformadores que tive até hoje oportunidade de fazer”, comentou o realizador ovarense.

publicidade

Este projeto compreende um processo de investigação de vários anos, transformado num filme que pretende mais fazer sentir do que explicar.

“Trata-se de um mergulho meu numa autêntica “Caixa de Pandora”, da simbologia hermética, esotérica e exotérica, viajando nas palavras de mestres como Fernando Pessoa, Mircea Eliane, Carl Gustav Jun entre outros e tendo o nosso território sagrado e património religioso de Portugal como cenário principal”.

Uma tentativa do realizador de unir os pontos, como se de uma constelação de estrelas se tratasse, da qual resulta uma “IMAGO Mundi, uma construção criativa da realidade, com base nas crenças, símbolos e nas nossas próprias emoções”.

O filme tem produção de Cristina Novo, fotografia de António Morais e música e sonoplastia original de Fernando Rodrigues.

A decorrer em Espinho, um dos principais objetivos do FEST continua a ser promover e desenvolver de forma sustentada o cinema português, potenciando e promovendo novos cineastas e criando novos públicos.

Publicidade
Botão Voltar ao Topo