Publicidade
Life&TekPrimeira Vista

Sabe como vai ser o novo IRS? Nós ajudamos

A entrada em julho trouxe novas tabelas de retenção na fonte do IRS, que vão estar em vigor durante o 2.º semestre de 2023.  

O que está em causa? 

A partir de julho, a forma como é feita a retenção na fonte do IRS sobre salários e pensões mudou, passando a considerar um modelo que se aproxima do cálculo anual do imposto, realizado aquando da entrega da declaração do IRS.

publicidade

O impacto das novas tabelas não é igual para todos, pelo que o Doutor Finanças lançou um simulador do salário líquido para o segundo semestre.

A ferramenta – à qual pode aceder aqui – tem em conta as novas tabelas de retenção na fonte, que entram em vigor em julho, e permite “perceber qual o rendimento que vamos auferir no final de julho”.

Além de permitir calcular o rendimento individual dos trabalhadores, este simulador “também é uma ferramenta útil para as empresas, que conseguem avaliar o custo mensal e anual de um trabalhador”, diz a empresa especializada em finanças pessoais.

Exemplos

Antes de entrarem em vigor as novas tabelas, a 30 de junho, o Ministério das Finanças revelou três simulações ilustram a aplicação do novo modelo de retenções na fonte e o seu impacto no aumento do rendimento líquido mensal: 

Notícias ao Minuto

Impacto das novas tabelas do IRS nos salários© Ministério das Finanças

Publicidade

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Botão Voltar ao Topo