Empresas

Safina disponível para investir em São Tomé e Príncipe

A convite da presidente da Academia de Futebol Feminino de São Tomé e Príncipe, AFFSTP, Lígia Santos, esteve na capital santomense, na última semana, o director xxecutivo (CEO) da Safina, Pedro Coelho, que durante uma semana, reuniu com o Ministro do Desporto, Director Geral do Desporto, Presidente da FSF, e outras entidades desportivas, e visitou alguns campos do país, com destaque para o Nacional 12 de Julho, 30 de Maio, 21 Dezembro e campo de Angolares.

Segundo Pedro Coelho, citado pela imprensa local, a deslocação ao país teve como propósito apresentar a empresa ovarense as autoridades desportivas nacionais, tendo em conta, o potencial e a visão da empresa no desporto, em particular no futebol, onde trabalha na fabricação e colocação dos relvados sintéticos.

Durante a excursão ao Estádio Nacional 12 de Julho, o mesmo alertou para urgente substituição da relva, que já vem clamando por intervenção, que tarda em chegar, e com isso, impossibilitando o conjunto nacional de efectuar os últimos jogos de qualificação para o CAN-2022, no seu reduto.

Na hora da partida, em exclusivo ao nosso canal, Pedro Coelho avançou que a Safina estará disponível para colaborar no desenvolvimento do futebol nacional, por meio governamental ou privado, como poderá acontecer em breve com a AFFSTP.

“Estamos disponíveis para sermos parceiros das autoridades santomenses, é de facto nesta confiança profissional, e de operação internacional e intercontinental, que nos permite sentir a vontade de poder, se isso for possível, abraçar um projecto que muito gostaríamos em São Tomé e Príncipe, de apoio as infraestruturas desportivas”.

Coelho sustentou ainda que “países menores geograficamente, conseguem com menos, fazer muito mais”, enfatizando que a dimensão de São Tomé e Príncipe é uma oportunidade e por isso está confiante na execução de um projecto no arquipélago, embora não precisando o período.

Artigos relacionados

Deixe uma resposta