Carnaval

Sede dos Sócios da Mangueira reduzida a cinzas

Escolas vareiras disponibilizam-se para ajudar a reerguer das cinzas

A comunidade sambista vareira está solidária com a Escola de Samba Sócios da Mangueira, da Mealhada, depois do incêndio da última noite que reduziu a cinzas toda uma história de 40 anos. A Costa de Prata não tem dúvidas que “o dia de hoje ficará marcado para sempre na história como um dos dias mais negros do Samba em Portugal”. A campeã ovarense compromete “a prestar apoio no que for preciso para devolver novamente a “cor” ao Pavilhão verde e rosa do Carnaval da Mealhada”.

Por seu lado, a Charanguinha também não escondeu a sua tristeza pelo sucedido: “A nossa co-irmã da Mealhada viu a sua casa ser consumida pelas chamas e a deixar tudo reduzido a cinzas.
Estamos aqui para o que precisarem e, podem ter a certeza, que vos iremos ajudar a reerguer das cinzas!”

“A perda dos Sócios da Mangueira foi uma perda para todos aqueles que gostam de samba e fazem dele o seu modo de vida!”, sublinhou a Juventude Vareira.

É esta mensagem escrita na página oficial no Facebook da escola de samba dos Sócios da Mangueira, a mais antiga do Carnaval da Mealhada. “Acordamos com uma das piores notícias de sempre. A nossa casa ardeu esta noite. Sobram paredes e muitos anos de histórias para contar. Estamos em processo de investigação e pedimos que respeitem a nossa dor. Voltaremos mais fortes, como sempre”.

 

Artigos relacionados

Deixe uma resposta