ComunicadosPolítica

Semáforos na EN109 continuam avariados

Ministério das Infraestruturas não resolve apesar dos pedidos

Os semáforos da EN 109, em Esmoriz, no cruzamento da Avenida 29 de Março, sito no centro da cidade, estão há vários dias intermitentes, ou seja, encontram-se avariados e não cumprem a função para que forem instalados há várias semanas. Em Maceda, no acesso à A29, sucedeu o mesmo mas o problema já estará resolvido. Também na Ponte Nova e em São João as avarias acontecem com femora na reposição do equipamenro.

A situação preocupa condutores e peões que por ali passam (acidentes já houve) e responsabilizam a Câmara Municipal de Ovar.

Interpelado sobre o problema, o executivo desviou a responsabilidade para o Ministério das Infraestruturas o qual já foi informado sobre o problema mas sem resultados práticos.

A deputada do PSD, Carla Madureira também questionou esta segunda-feira o ministro das Infraestruturas sobre o atraso das obras de requalificação da Estrada Nacional 109, mas ficou igualmente sem resposta.

Intervindo na discussão, na especialidade, do Orçamento do Estado para 2022 (OE), a parlamentar social democrata lamentou que a cada ano que passa a obra é remetida
para o ano seguinte.

“Esta é a terceira vez que me dirijo ao senhor ministro das Infraestruturas para o questionar sobre a Estrada Nacional 109, no troço que atravessa o concelho de Ovar” – atirou Carla Madureira, para acrescentar que o que mudou desde a primeira vez que a pergunta foi formulada, “foi o tamanho dos buracos e as maiores dificuldades em circular, seja de automóvel ou a pé”.
Carla Madureira enfatizou, na ocasião, que a EN109 é uma via alternativa à portajada autoestrada A29, que serve um território industrializado e junto ao litoral, “que se encontra em estado de degradação avançada, com graves problemas de segurança para peões e automobilistas e que urge resolver, em nome da segurança rodoviária e da fluidez da circulação”.

“Todos os anos a requalificação deste troço da EN109 vem sendo reprogramada para o ano seguinte” – lamentou a deputada aveirense, questionando o governante sobre se com este OE “não vamos ter mais adiamentos e se, finalmente, as obras avançarão”.

A outro nível, Carla Madureira confrontou o ministro com a modernização da linha ferroviária do Norte, no troço entre Ovar e Espinho, dado que o calendário anunciado pelo governo tem vindo a ser sucessivamente protelado. A deputada aveirense quis saber que procedimentos estão
previstos em 2022 e qual é o calendário previsto para o lançamento da empreitada, o início e a conclusão das obras, neste troço entre Válega e Espinho.

Artigos Relacionados

Deixe uma resposta

Botão Voltar ao Topo