LocalPrimeira Vista

Situação “continua grave”, avisa o Coronel José Nogueira

O coordenador do Gabinete de Crise, Coronel José Nogueira, disse, esta noite, que a situação, no concelho de Ovar “continua grave”, colocando alguma “água fria” no entusiasmo gerado com o anúncio de que o cordão sanitário vai ser levantado.

No habitual vídeo camarário, recordou o convite que lhe foi endereçado, no dia 17 de março, quando a Protecção Civil Municipal “accionou o Gabinete de Crise (GC) cuja missão é conhecer o que se passa no terreno e, com as demais entidades, alimentar a decisão”.

No GC têm assento os Bombeiros Voluntários de Ovar e Esmoriz, GNR, PSP, IPSS’s, Hospital e Centro de Saúde, autarquias locais, além de outras entidades que, temporariamente, ajudaram na consertação de esforços.

“A nossa missão é salvaguarda da saúde pública, a vida das pessoas”, reforçou José Nogueira, realçando que, “para isso, fizemos todos os esforços, maximizando os efeitos com economia de esforço para contribuir para salvar a vida das pessoas”.

A acção do GC não se desenvolveu apenas no terreno, “também pretendeu chegar às pessoas e fazê-las sentir que os comportamentos são determinantes para que possamos chegar ao fim deste desafio com saúde, bem sucedidos e com perspectivas de uma vida de qualidade”.

O Coronel José Nogueira comanda o Aeródromo de Manobra nº1, em Maceda, desde 11 de outubro de 2018.

O concelho tem hoje, segundo números avançados as 23h, 595 casos de infecção confirmados, 25 óbitos e 60 recuperados.

https://www.facebook.com/cm.ovar/videos/585328865664160/

Artigos Relacionados

Deixe uma resposta

Botão Voltar ao Topo