Guerra da Ucrânia

Sting em Varsóvia como Abrunhosa em Águeda

Sting, estrela Pop de primeira grandeza, interrompeu o concerto que estava a dar em Varsóvia  capital da Polónia, na noite de sábado, para denunciar que a guerra da Rússia na Ucrânia é “um absurdo baseado numa mentira” e alertar que a democracia está ameaçada em todo o mundo.

Dirigindo-se ao público com a ajuda de um popular actor polaco (Maciej Stuhr), o ex-Police disse que a democracia está “em grave perigo de ser destruída”.

“A guerra na Ucrânia é um absurdo baseado em uma mentira”, repetiu, e avisou que “se engolirmos essa mentira, a mentira vai acabar por nos devorae. A mentira tem medo da verdade. A verdade tem que ser ouvida. E não devemos perder esta batalha”, alertou Sting.

“A alternativa à democracia é uma prisão, uma prisão da mente. A alternativa à democracia é a violência, a opressão, a prisão e o silêncio”, disse o músico, passando a mão pelo pescoço num gesto de cortar a garganta.

Após o discurso, cantou “Fragile”, cuja letra inclui a mensagem: “Nada vem da violência e nada poderá vir”.

Artigos Relacionados

Deixe uma resposta

Botão Voltar ao Topo