CulturaSlider

Tan Tan Tann: A arte ao ritmo dos Tanoeiros

Este ano, o festival que estava agendado para junho de 2020, foi reagendado para 18 e 19 de setembro, às 21h30, sempre em conformidade com as regras de segurança que os tempos exigem.

Um festival que se realiza ao som dos pipos. Tan Tan Tann é o som e o nome de tanoaria, local de tanoeiros onde se bate o som Tan Tan Tann, para fazer as famosas barricas para acolher os mais famosos vinhos e licores do mundo.

O local que acolheu este festival desde a sua génese é a Tanoaria Josafer, uma das mais antigas tanoarias em funcionamento em Esmoriz, a cidade dos tanoeiros. Por aqui já passaram nomes como Pega Monstro, Tó Trips e João Doce, Feira de Leste, Iguanas, Electric Man, Títeres de Maria Parrato, Flávio Rodrigues, entre muitos outros.

Este ano conta com grupos de Espanha, França, Canadá e Portugal. De Espanha vem o músico Amorante, um dos nomes mais sonantes da música tradicional do País Basco, surge aqui com um projeto novo e vanguardista, onde transforma o tradicional, com uma fusão contemporânea. De França chega o projecto Atónita, de Georgina Vila Bruch, que nos vai apresentar um trabalho de clown físico e visual. Do Canadá chega pela primeira vez a Portugal o projeto da Gesfalt Theatre, grupo com uma abordagem integrativa, holística e expressiva da psicoterapia e do desenvolvimento pessoal. Uma dramaterapia, improvisação aplicada e teatro da experiência. De Portugal vamos ter Laudo, um projecto musical bastante curioso que junta alaúde e guitarra elétrica. Edgar Maia e João Doce vão ser os anfitriões das noites, vão passar discos e músicas nos interlúdios dos espectáculos.

Sendo um Festival que integra a comunidade, inclui a Universidade Sénior de Esmoriz, que apresenta um trabalho de vídeo realizado durante o confinamento. Avós e netos juntam-se numa experiencia à distância.

A tradição Macaca Rambóia, uma actividade que antigos tanoeiros realizavam uma vez por mês no final do trabalho, é aqui replicada com o público, onde não faltarão as conversas e os bifes do vazio.

A entrada é gratuita, mas sujeita à lotação máxima do espaço, com medidas de segurança em conformidade com as directivas da DGS.

Artigos relacionados

Deixe uma resposta