Empresas

Taxa de inflação desacelera para 9% em agosto

A taxa de inflação terá desacelerado para 9% em agosto, face aos 9,1% verificados em julho, de acordo com a estimativa rápida do Índice de Preços no Consumidor (IPC), divulgada esta quarta-feira pelo Instituto Nacional de Estatística (INE).

“Tendo por base a informação já apurada, a taxa de variação homóloga do IPC terá diminuído para 9,0% em agosto (9,1% em julho)”, pode ler-se no relatório do INE.

Quanto ao indicador de inflação subjacente (índice total excluindo produtos alimentares não transformados e energéticos) terá registado uma variação de 6,5% (6,2% no mês anterior), o registo mais elevado desde março de 1994.

O INE estima que a taxa de variação homóloga do índice relativo aos produtos energéticos se situe nos 24,0% em agosto (taxa inferior em 7,2 pontos percentuais face ao mês precedente), enquanto o índice referente aos produtos alimentares não transformados terá apresentado uma variação de 15,4%, que compara com 13,2% em julho.

Em agosto face ao mês anterior, a variação do IPC terá sido de -0,3% (nula em julho e -0,2% em agosto de 2021), estimando-se uma variação média nos últimos 12 meses de 5,3% (4,7% no mês anterior).

O Índice Harmonizado de Preços no Consumidor (IHPC) português terá registado uma variação homóloga de 9,4% em agosto, um valor idêntico ao do mês anterior.

Os dados definitivos referentes ao IPC do mês de junho de 2022 serão publicados pelo INE em 12 de setembro.

Artigos Relacionados

Deixe uma resposta

Botão Voltar ao Topo