Política

“Teria sido um erro histórico se não tivesse ocorrido” o Dia do Município- Marcelo Rebelo de Sousa

Marcelo Rebelo de Sousa respondeu ao apelo ao “bom senso” que lhe foi lançado esta semana por estruturas partidárias locais – a visita foi criticada pelas estruturas locais do BE e CDS-PP, que defenderam que as cerimónias deste Dia do Município são mero “folclore político” idealizado para promoção de Salvador Malheiro e argumentaram que o Presidente da República deveria dar um exemplo cívico evitando aglomerados de pessoas.

Na sua intervenção, o Presidente da República disse que “teria sido um erro histórico se não tivesse ocorrido” e, em declarações que prestou à chegada, no Jardim do Cáster, Marcelo revelou que vai “receber o CDS na próxima semana”, dando assim resposta positiva à audiência solicitada pela concelhia vareira.

Depois, abordou as condições de segurança sanitária do evento que teve lugar na Praça da República e que incluiu restrições de acesso à população local, mostrando-se cauteloso: “Mandei preparatórias avançadas e disseram-me que o distanciamento previsto nas regras sanitárias numa cerimónia ao ar livre vai ser escrupulosamente seguido e espero que aconteça isso. Vamos ver. (…) Mas este é o momento para se homenagear aqueles que foram vítimas e que lutaram, e para se olhar para o futuro e ganhar força. O dia de um município que, em termos de indicadores sanitários, está agora num quadro francamente positivo, justifica que se aproveite para um encontro que é para retemperar energias, para evocar o passado recente e para agradecer a tantos, tantos, tantos que estiveram solidários com Ovar”.

Por outro lado, quanto à situação específica do concelho onde a generalidade da actividade empresarial esteve suspensa de 18 de março até 17 de abril, não mencionou quaisquer necessidades concretas: “Aqui no caso de Ovar, a economia começou a recuperar a bom ritmo e está a recuperar. São centenas de pequenas e médias empresas, também algumas grandes, mesmo internacionais, e essas estão a exportar outra vez e a recuperar o tempo perdido”.

Artigos relacionados

Deixe uma resposta