CiclismoDesportoSlider

Tiago Machado e Jóni Brandão no Top 10

A Equipa Profissional de Ciclismo Efapel retomou hoje a época com o pé direito, ao concluir a Prova de Reabertura com dois corredores no Top 10: Tiago Machado em 6.º lugar e Jóni Brandão na 10.ª posição. Pontuável para a Taça de Portugal Jogos Santa Casa, este contrarrelógio individual foi disputado em Sangalhos, concelho de Anadia, entre emoções fortes.

O minhoto da Efapel foi o sexto mais rápido em prova, gastando mais 52 segundos que o vencedor, o português Rui Costa (UAE Team Emirates) para concluir os 22 km. O líder da Efapel, Jóni Brandão, terminou este exercício individual em 10.º lugar, revelando-se cada vez mais forte numa especialidade que não faz parte das suas características. Por outro lado, o espanhol Gerard Armillas, contrarrelogista por natureza, terminou em 13.º sendo o terceiro melhor corredor da Equipa neste domingo. Já colectivamente a Efapel fechou o pódio com o 3.º lugar.

No dia em que o ciclismo regressou em Portugal, após quase quatro meses de paragem em virtude da Pandemia de Covid-19, a Efapel apresentou-se forte e confiante.

“Numa reabertura de época nunca sabemos ao certo como fisicamente estão os nossos atletas, devido à longa paragem que sofreram. Mas sem dúvida este foi um bom reinício, com dois homens no Top 10 e outros dois à porta, sendo o balanço geral positivo”, adiantou Rúben Pereira, director desportivo da Efapel. Tendo em conta a participação de corredores portugueses que estão em formações internacionais de referência, para o dirigente “a prova foi disputada de forma mais competitiva entre todos, o que também enriqueceu o dia, não deixando a nossa Equipa de fazer um grande resultado”, frisou.

Preocupada com a protecção de todos, a estrutura da Efapel fez um esforço e um investimento para colaborar com o cumprimento das normas impostas pela Direcção-Geral da Saúde na prevenção da Covid-19. Deste modo foram disponibilizados em todos os espaços da Equipa kits pessoais de segurança, máscaras e preparadas zonas de desinfecção de mãos e calçado, sobretudo à entrada do autocarro, bem como desinfecção das bicicletas.

Artigos relacionados

Deixe uma resposta