LocalSlider

Torrão do Lameiro acolhe imagem de Nossa Senhora de Fátima

A imagem peregrina de Nossa Senhora despediu-se, este domingo, da Diocese de Aveiro com uma celebração na Torreira, durante a qual se procedeu à sua entrega na diocese do Porto. A imagem foi entregue à vigararia de Ovar, no Torrão do Lameiro. 

A Imagem Peregrina foi acolhida em S. Pedro de Ovar, no sul da diocese, às 18h, na Capela do Torrão de Lameiro, seguida de eucaristia às 19h, numa igreja matriz de S. Cristóvão de Ovar repleta de gente. A procissão de velas, marcada para as 22 horas, não se realizou devido à ameaça de mau tempo. A imagem vai estar no concelho de Ovar durante dois dias, durante os quais vai cumprir um intenso programa (ver ao lado).

Entre maio de 2015 a maio de 2016, a Imagem Peregrina de Nossa Senhora está a passar por todas as dioceses de Portugal, numa grande peregrinação festiva, que pretende assinalar o Centenário das Aparições.

Esta celebração do Centenário é um “tempo favorável, que o Senhor nos concede viver, para revitalizar a nossa vivência de fé, uma vez que não pretende assinalar simplesmente uma efeméride histórica, mas tornar-se veículo de evangelização e caminho para a conversão e para o encontro com Cristo, por meio de Maria”, explica o Padre Carlos Cabecinhas.

Com esta iniciativa, “pretendemos envolver todas as dioceses portuguesas na celebração do Centenário das Aparições, mas também ajudar as comunidades eclesiais a viver a mensagem e a espiritualidade de Fátima. Temos consciência do grande impacto que uma iniciativa deste género poderá ter, quer pelo número de fiéis que pode congregar, quer pela oportunidade que oferece de anunciar Jesus Cristo, a quem a Virgem Maria sempre nos conduz”.

“Para atingir os objectivos pretendidos e para que tenha um impacto significativo, propomos a cada diocese momentos de oração e celebração, bem como encontros de catequese e formação que permitam desenvolver os gérmens da Palavra de Deus lançados aos corações”.

A Diocese do Porto, que recebeu, este domingo a imagem em Ovar, deseja que esta grande peregrinação da imagem de Nossa Senhora seja uma forte experiência de fé, através das celebrações, momentos de oração e expressões de piedade popular.

“Desejaríamos que fossem atingidas todas as faixas etárias e que todos tivessem oportunidade de aprofundar o conhecimento e vivência da mensagem de Fátima”, terminou o Padre Carlos Cabecinhas.

 

Artigos relacionados

Deixe uma resposta