CulturaSlider

Turismo Centro de Portugal mostrou potencial das estações náuticas da região

Um grupo de jornalistas, bloggers, instagrammers e outros criativos esteve durante três dias a descobrir e as potencialidades e as muitas experiências que se podem realizar nas Estações Náuticas do Centro de Portugal, a convite do Turismo Centro de Portugal.

No primeiro dia, o grupo descobriu as muitas actividades náuticas que se podem praticar na albufeira de Castelo do Bode, como wakeboard, stand up paddle, canoagem e caiaque, entre outras. Nessa mesma manhã, teve lugar a cerimónia pública de apresentação das Estações Náuticas do Centro de Portugal, na Praia Fluvial de Fernandaires, no concelho de Vila de Rei, e que contou com a presença de Maria do Céu Antunes, ministra da Agricultura, Pedro Machado, presidente do Turismo Centro de Portugal, Sofia Maciel, da Fórum Oceano, e Ricardo Aires, presidente da Câmara Municipal de Vila de Rei, entre outras individualidades. O dia terminou com um sunset num barco, em Peniche.

No segundo dia do roteiro, a comitiva comprovou as potencialidades da Estação Náutica do Oeste, nomeadamente com uma experiência de surf no Baleal (Peniche), um almoço na praia de Santa Cruz, windsurf na Lagoa de Óbidos e uma visita ao Museu Vivo do Peixe Seco, na Nazaré. Ao fim do dia, ainda houve tempo de experimentar canoagem na Ria de Aveiro e realizar um passeio nocturno de moliceiro.

O terceiro dia foi dedicado às restantes estações náuticas da Ria de Aveiro. O grupo começou a manhã com uma experiência de surf na praia da Vagueira (Estação Náutica de Vagos), seguindo-se um pequeno-almoço numa casa-embarcação na marina da Vagueira. Depois, na Estação Náutica de Ílhavo, teve lugar uma experiência com barco à vela com o Clube Náutico Boca da Barra. O grupo deslocou-se depois de barco para a Torreira, na Estação Náutica da Murtosa, onde conheceu o Estaleiro de Construção Naval Tradicional. À tarde, ainda houve tempo para um passeio em barco moliceiro à vela, em direcção à Estação Náutica de Estarreja, na Ribeira da Aldeia – Pardilhó. Aqui, visitou-se o Estaleiro de Construção Naval do Mestre Esteves. O roteiro terminou na Estação Náutica de Ovar, com uma visita acompanhada ao Centro Náutico da Ria de Ovar, no Cais do Puxadouro.

O Centro de Portugal conta com oito Estações Náuticas certificadas, nomeadamente Aveiro, Castelo do Bode, Estarreja, Ílhavo, Murtosa, Oeste (esta em vários núcleos), Ovar e Vagos. Além destas, outras sete Estações Náuticas estão em processo de certificação na região.

Com uma localização de excelência, Ovar oferece planos de água fascinantes e desafiantes. Localizado no Cais do Puchadouro, freguesia de Válega, o Centro Náutico da Ria de Ovar promove a recolha e arquivo de depoimentos, fotografias e documentos relacionados com a génese e desenvolvimento da vela de recreio. A sede localiza-se num antigo armazém de sal, junto ao cais do Puchadouro, terminal de um dos braços da Ria de Aveiro e que durante o século XX movimentava pessoas e mercadorias.

As estações náuticas são organizadas com base na valorização dos recursos náuticos presentes em cada território, os quais incluem a oferta de alojamento, restauração, actividades náuticas e outras actividades e serviços relevantes para a atracção de visitantes. Ao estarem certificadas, asseguram aos visitantes a qualidade do produto turístico e dos serviços prestados, bem como apoio informativo e a reserva de alojamento e serviços.

(Fotos: CMOvar)

 

 

 

Artigos relacionados

Deixe uma resposta