Opinião

Um Carnaval com hambúrgueres!

Neste momento, não compliquemos. Não há mais assunto que o Carnaval.
As máscaras dominam os rostos, as calças coloridas as modas, a alegria o estado de espírito. Tudo o restante é passageiro e colocado para o plano secundário do depois vê-se. É assim que Ovar, a terra do mar e da ria, das capelas dos passos, do pão-de-ló, do azulejo, do basquetebol e, claro, do carnaval, vive estes dias. Não vou tentar contrariar isso, pela falta de vontade e direito de fazê-lo.

Porém, aparte tudo o que acima referi, há uma menção que necessito fazer, como há algum tempo fiz a propósito da Ovarmat. São pessoas proprietárias de uma simpatia impar, de um acolhimento ao cliente que se nota com um sorriso. Não são filhos da terra, mas fazem-se irmãos de convivência e, em muitos casos, ponto de encontro.
Lembro-me deles há vários anos, quando ainda tinha os meus part-times de Verão, no Furadouro. Chegavam para fazer as Festas do Mar e sentavam-se, várias vezes, no local onde eu trabalhava.

A simpatia já se notava e o brio no que fazem também. Após isso, estendeu-se das Festas do Mar ao Carnaval, à avenida, perto da zona industrial. Hoje em dia, os dias de festa já se multiplicam pelo ano quase todo, ali junto da rotunda do horto e no centro. É verdade, em plena euforia de carnaval, mais um passo é dado para a vivacidade do nosso centro da cidade. O F-Burguer abriu portas, bem junto do nosso Cáster. Não lhes faço uma menção diferente das que poderia fazer ao João Gomes, ao HD, ao Sal e Pimenta, ao Chico, ao Colors, ao Pedras, ao Know-How, ao 100 Álcool, ao PH, ou mesmo à Casinha Júlio Dinis, ao novo restaurante Petit Poá, que abriu na estação, ao Braseiro do centro e da estação, ao eterno Bolero, ou a um outro espaço que, consta-se, abrirá no centro.

Mas faço-lhes uma menção, por não serem filhos da terra, mas com o seu negócio em mente, não deixarem de investir cá e mostrarem, sem aparente vergonha,  como se quer nos laços de fidelidade, que gostam de nós.
Assim, permitam-me desejar a maior sorte ao F-Burguer, aquela fantástica e simpática família. Sei que o sucesso deles será o nosso aumento de peso, mas, ainda assim, não consigo esconder a felicidade de ver a nossa pequena urbe novamente a mexer-se. E se a autarquia e as pessoas da terra merecem elogios, também estas, vindas de fora, merecem o nosso apreço. Obrigado, F-Burguer.

Contudo, o texto não se pode esgotar aqui. Há um carnaval de meninos que se fez com uma alegria e cor que não pode deixar de ser mencionada. Pequenos enormes artistas, foliões, que pelas mãos de professoras, educadoras  e auxiliares, fizeram do domingo passado um bonito espectáculo de alegria e entretenimento. A todos os pais babados, também deixo aqui as minhas palavra de saudação e parabéns.

Fora isto, meus divertidos conterrâneos e alegres forasteiros, que se abram as hostes de mais um fim-de-semana, que não nos define mas nos agiganta. Um bom carnaval para todos, é o desejo deste vosso amigo!

Ricardo Alves Lopes (Ral)
http://tempestadideias.wordpress.com
[email protected]

 

A opinião dos nossos comentadores é da sua exclusiva responsabilidade e não vincula a linha editorial do OvarNews

Artigos relacionados

Deixe uma resposta