CulturaSlider

Um (Norberto) Lobo no Buçaquinho

Depois de ter recebido o Tó Trips, na companhia do João Doce, o senhor que se segue, esta sexta-feira, pelas 22h30, na cafetaria do Parque do Buçaquinho, é Norberto Lobo, uma das figuras principais da música portuguesa contemporânea.

Com cinco álbuns editados, a cada nova criação vai surpreendendo, mesmo aqueles que o acompanham de perto.

Norberto Lobo (Lisboa, 1982) é uma das figuras principais da música portuguesa contemporânea, um artista independente e empírico, que não ironiza sobre o futuro ou o destino, antes age, opera e materializa, e assim no curso da sua carreira vai transformando o seu mundo e o de quem o ouve e acompanha.

Estreando-se com ‘Mudar de Bina’, na portuense Bor Land em 2007, conta já 5 álbuns na sua discografia a título individual, tendo o anterior ‘Mel Azul’ conquistado o prémio de disco do ano da revista Time Out Lisboa e sido nomeado para melhor álbum europeu independente, depois da revista BLITZ ter atribuído a ‘Fala Mansa’ a distinção de disco nacional em 2011.

Norberto tem viajado por Portugal e o mundo durante a última década, de múltiplas digressões pela Europa a uma jornada no Canadá, de uma residência artística em Cabo Verde às visitas em duas ocasiões ao Japão. Encontros luminosos com outros pares também se vão sucedendo, desde a consolidada parceria com o baterista João Lobo, até a colaborações ao vivo com músicos como Naná Vasconcelos, Devendra Banhart ou Rhys Chatham.

No seu novo disco, ‘Fornalha’, lançado na suíça three:four records voltamos a realizar que a probabilidade de não existir mais território para as suas composições à guitarra é justamente desarmada pelo espaço prodigioso que a sua música continua a abrir e a oferecer-nos. Da ficção violoncelista do tema de abertura homónimo à poesia do deserto magrebe em voga sideral de ‘Maryam’, da precisão delicodoce de ‘Fran’ ao chorinho folk recitado de ‘Pen Ward’, Norberto continua a impulsionar a inovação no seu trabalho com uma subtileza tal que o parece revestir de uma espécie de liberdade fantástica.

Ouvir: https://soundcloud.com/three-four-records/norberto-lobo-fornalha

Artigos relacionados

Deixe uma resposta