Publicidade
OpiniãoPrimeira Vista

Uma Medalha aos 90 anos – Por Alexandre Castro Azevedo

O nosso jovem de 90 anos recebeu a medalha de mérito! Ficou tão contente e emocionado que nem queria sair do palco.

Para ele, e para nós, é um momento de enorme felicidade. Foi mais um momento de reconhecimento público de alguém que muito deu ao associativismo (à sua ADO), à paróquia de Ovar e ao seu município, em especial à nossa freguesia de Ovar.

Com uma carreira notável e uma vida com muitas e belas histórias para contar, esta foi uma homenagem que ele merecia.

publicidade

Não posso deixar de referir que, para todos nós, é ainda mais especial que tenha recebido a medalha do presidente Salvador Malheiro e que tenha sido o seu grande amigo Domingos Silva a informá-lo, pessoalmente, que seria um dos medalhados deste ano.

Aos 90 anos, o avô já tem algumas dificuldades de locomoção, ouve um bocadinho mal e, às vezes, fica um pouco confuso, mas ainda está aí para as curvas! Quem o quiser encontrar só tem de passar pelo café Stop ao início da tarde, que é a nossa paragem habitual quando o tempo e a disposição o permitem!

Sou muito suspeito, bem sei, mas se há alguém que preconiza o espírito vareiro é o Zé Castro e quem o conhece sabe disso! Cumprimenta toda a gente, mesmo quem não conhece, está sempre bem disposto, é um verdadeiro homem de família, um pai e um avô sempre presente, com um coração de ouro e um espírito sempre jovem. Não julga ninguém, seja pela cor da pele, crenças, ideologias ou até clubismos, é amigo e preocupa-se com todos!

  • É o melhor exemplo do que é servir a causa pública e ser solidário.
    Homens como o meu avô não existem mas se existissem o mundo seria, certamente, um lugar bem melhor!

Por último, como podem ver, este ainda é o melhor exemplo de desportista… aos 90 anos ainda recebe medalhas.

Alexandre Castro Azevedo (neto)

Publicidade

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Botão Voltar ao Topo