Cultura

União das Mutualidades Portuguesas atribui Prémio Cidadania e Solidariedade a António Costa

A União das Mutualidades Portuguesas (UMP) vai distinguir António Costa, Primeiro Ministro, com o Prémio Cidadania e Solidariedade, durante as comemorações do Dia Nacional do Mutualismo, que vão decorrer no dia 27 de maio, em Vila Nova de Gaia (Hotel Solverde).

O Conselho de Administração da UMP justifica a atribuição desta distinção a António Costa pela “sua ação na definição e prossecução de políticas públicas mitigadoras do impacto económico e social da pandemia e da guerra na Ucrânia e empenhamento na agenda europeia para o Pilar Europeu dos Direitos Sociais, que é reveladora da centralidade que concede aos valores da liberdade e da dignidade humana”.

A nota de fundamentação sublinha, ainda, a “especial atenção que tem dedicado à compreensão e valorização do setor social, e das mutualidades em particular, enquanto pilar do Estado Social”.

Instituído pela UMP, o Prémio Cidadania e Solidariedade, de natureza simbólica, é atribuído anualmente a personalidades que se tenham notabilizado por atitudes e ações que promovam os valores da liberdade, da dignidade humana, dos direitos sociais e da entreajuda e cooperação.

Outro agraciado, durante as comemorações do Dia Nacional do Mutualismo, será Juan António Pedreño, Presidente da Social Economy Europe, que impulsionou a primeira lei de bases da economia social no mundo e que tem desenvolvido um trabalho notável na afirmação deste setor na União Europeia.

O programa do Dia Nacional do Mutualismo, que celebra os 846 anos de mutualismo em Portugal, abre com uma conferência sobre o Mutualismo na Nova Europa Social, que reunirá um painel em que pontificam o eurodeputado Paulo Rangel, o ex-ministro da Saúde, Adalberto Campos Fernandes, o presidente da Social Economy Europe, Juan António Pedreño, e Filipe Almeida, Presidente da Estrutura de Missão Portugal Inovação Social.

Outro dos momentos altos será a apresentação do livro “Breve História do Mutualismo em Portugal”, editado pela UMP, da autoria de Álvaro Garrido, professor catedrático da Universidade de Coimbra com vasta obra publicada na área da História económica e social, História das instituições da economia social, do corporativismo e das pescas.

 

Artigos Relacionados

Deixe uma resposta

Botão Voltar ao Topo