Local

Valdágua: Casal assaltante esqueceu-se de concluir as “mudanças”

A sede da Associação Cultural e Recreativa de Valdágua (ACRV), em Válega, foi assaltada. Elementos da colectividade deram o alarme ao chegar, pela manhã. Havia sinais de arrombamento, faltavam bens alimentares que estavam armazenados no bar e no armazém, que foram consumidos no local. Estranhamento, “material de som e de imagem estava à porta”. Sérgio Pinho, presidente do ACRV, suspeita que o casal, depois de se alimentar, terá transportado o material para a porta que queria furtar, mas depois foi para o carro e adormeceu.

O dirigente suspeitou de imediato que a sede da ACRV tinha sido assaltada e colocou-se no encalço dos eventuais assaltantes. Não foi preciso andar muito. Uma viatura estacionada, junto ao campo, com um casal a dormir no seu interior accionou o alarme.

Chamada a GNR, veio a confirmar a suspeita que o casal tinha sido o autor do assalto, que a viatura tinha sido furtada na cidade de Paredes e que esta tinha no seu interior vários objectos utilizados na prática do crime de furto e outros ligados ao consumo de estupefacientes.

Artigos Relacionados

Deixe uma resposta

Botão Voltar ao Topo