LocalSlider

Válega: Cruzeiro da Virgem ganha nova vida

Perdido num denso pinhal onde corre a ribeira de Seixa, a qual lança as suas águas no cais do Puxadouro, em Válega, encontramos o Cruzeiro da Virgem e uma pequena ermida.

Abandonada durante décadas, a envolvente à Rua do Cruzeiro da Virgem, em Válega, está a receber obras de beneficiação que vão conferir outra dignidade ao local.

A empreitada de pavimentação da via está a decorrer dentro do previsto e deverá ser dada em breve como concluída, informou o presidente da Câmara Municipal de Ovar. Salvador Malheiro deu ainda conta de que a consolidação das margens do rio está quase pronta, num  investimento total de 78.977,50 Euros.

Reza a lenda que certa ocasião, perto deste pequeno adro, uma pastorinha muda apascentava o seu rebanho junto das margens da ribeira. Subitamente foi surpreendida no seu labor por uns caçadores furtivos, que, animados pelo isolamento do lugar e pela mudez da pastora, tentaram violá-la.

A desventurada pastora, de nome Isabel, tomada de pânico, sem possibilidades de auxílio e de gritar o seu desespero, invocou do fundo do coração a protecção divina de Nossa Senhora de Entráguas para que a defendesse. Naquele momento angustiante, Isabel viu-se repentinamente dotada de fala e gritou com todas as suas forças, pedindo socorro. E os caçadores fugiram, surpreendidos e temerosos com a inesperada reacção da pastora.

Os familiares de Isabel, embora pobres, sabedores do acontecido e espantados com a milagrosa recuperação da fala da pastora, logo envidaram esforços no sentido de ser erigido um cruzeiro no local, como agradecimento à Virgem. Deste modo se levantou um pequeno monumento, onde se colocou a seguinte inscrição: “1678. Nossa Senhora de Entráguas aqui deu fala a uma moça”.

*Fonte consultada: Fernanda Frazão: Passinhos de Nossa Senhora – Lendário Mariano Lisboa,Apenas Livros, 2006 , p.23-24

Artigos relacionados

Deixe uma resposta