LocalPrimeira Vista

Válega: Septuagenária que vendia droga escondida na Bíblia com pena suspensa

A septuagenária que vendia cocaína e heroína com o filho foi hoje condenada a quatro anos e meio de prisão, mas com pena suspensa. Já o filho, de 40 anos, apanhou seis anos de prisão, por ser o “mentor” do esquema de tráfico. Em casa, a mulher de 74 guardava a droga numa Bíblia.

Uma mulher de 74 anos foi hoje condenada, pelo Tribunal de Aveiro, por vender droga desde 2013, numa acção concertada com o filho, de 40 anos.

A septuagenária “sabia o que fazia”, referiu a juíza presidente, dando a demonstrar que o tribunal recusou a alegação, por parte da defesa, de que a arguida “não tinha consciência” da gravidade do crime que cometia.

A mulher foi condenada a quatro anos e meio de prisão, mas a execução foi suspensa (por igual período de tempo) porque a prática do ato servia para “ajudar o filho”, no entender dos magistrados.

“Provou-se que mais do que ganhar dinheiro, a senhora queria ajudar o seu filho, mas esta ajuda era proibida. Não pode voltar a vender droga. Isto é muito grave. A droga dá cabo de jovens como as suas netas”, condenou a juíza presidente, após a leitura do acórdão.

O filho em causa, que se encontrava em prisão preventiva, foi condenado a seis anos de cadeia por tráfico de produto estupefaciente. Não tive direito a pena suspensa por possuir antecedentes criminais e, sobretudo, por ter sido o “mentor” do esquema.

Recorde-se que, durante o julgamento, o arguido confessou os actos, justificando-os pela necessidade de suportar o seu próprio consumo, tendo mostrado arrependimento.

Na altura da detenção, a 14 de dezembro do ano passado, as autoridades encontraram droga escondida numa Bíblia e em outros locais da casa, localizada em Válega, no concelho de Ovar.

O Ministério Público acusou ainda os dois arguidos de lucrarem mais de 4000 euros por mês, mas falhou em provar essa alegação perante o colectivo de juízes.

Artigos Relacionados

Deixe uma resposta

Botão Voltar ao Topo