CulturaPrimeira Vista

“Variações, de António” de Sérgio Praia na nova temporada cultural

A obra de Carlos Mendonça inaugura, este sábado, a programação cultural do Município, com a abertura da exposição “Diz-me. Vês?”.

A mostra, pela sua qualidade e dimensão, será repartida por três equipamentos municipais: Galeria do Centro de Arte de Ovar, Biblioteca Municipal e Museu Júlio Dinis.

No CAO, está reunida uma mostra significativa de pintura e desenho, na MO dominarão histórias gráficas e livros de artista com motivações associadas às viagens e ao quotidiano, e no Museu Júlio Dinis, somos confrontados com uma proposta mais intimista ligada à esfera privada, na fronteira do íntimo.

À noite, pelas 22 horas, no auditório do CAO e em estreia absoluta o espectáculo de teatro “O Náufrago” de John Romão e Nuno Cardoso, culminando com o concerto de Selma Uamusse, no exterior do edifício e de acesso gratuito.

A nova temporada cultural de Ovar prossegue com a aposta numa programação abrangente, dinâmica, com diferentes áreas artísticas, para diversificados públicos e em vários equipamentos. As estreias absolutas e os grandes espectáculos estão na essência desta programação, destacando-se as duas estreias absolutas – “O Náufrago” de John Romão e Nuno Cardoso e “Yeborath” de Ana Renata Polónia, – o espetáculo gratuito no exterior do Centro de Arte com “Selma Uamusse”, o regresso de Sérgio Praia a Ovar para interpretar António Variações, Noiserv, “God” com Joaquim Monchique, Celina da Piedade, entre outras.

No dia 01 de outubro, no âmbito do Outonalidades, Madeiros/Lucas cruza a pop com o folk num concerto no Centro de Arte. Na mesma noite, a tradição e a identidade estarão patentes numa Desfolhada que vai tentar recriar tempos idos que o próprio Júlio Dinis testemunhou e descreveu numa das suas obras. Esta iniciativa é uma produção do Grupo Folclórico “Os Moliceiros de Ovar” e decorrerá no Largo do Tribunal. Nos dias 2 e 3 de outubro, recomeça o serviço educativo, com o espetáculo “Ver a odisseia para chegar a Ítaca” de Jorge Loureiro e Leonor Barata, no CAO e, entre os dias 5 e 8, decorre a performance “Visita Guiada ao Museu Julio Dinis: As Pupilas da Morgadinha Inglesa”, no Museu Júlio Dinis.

Ainda a 8 de outubro o vareiro Sérgio Praia regressa ao Centro de Arte na pele de António Variações, numa encenação de Vicente Alves do Ó, na qual encontraremos o músico, a sua vida e a sua Obra. A 14 de setembro, o homem-orquestra “Noiserv” estará de regresso para um concerto intimista na caixa de palco do CAO, e a 28 de outubro, mais uma estreia absoluta, desta vez, na arte da dança e com uma vareira em palco: “Yeborath” de Ana Renata Polónia. Entre 21 e 23 de outubro, mais um destaque, com o teatro gastronómico “Pasta e Basta – Uma mambo italiano” de Giacomo Scalisi”, na Escola de Artes e Ofícios.

Em novembro, também Vitor Hugo Pontes estará de regresso ao CAO, a 6 e 7 para apresentar o espetáculo “Vice-Versa”, no âmbito de serviço educativo e a 12 para apresentar o espectáculo de dança “Se alguma vez precisares da minha vida, vem e toma-a”. A 19 de novembro há teatro com “Um Inimigo Povo” de Henrik Ibsen por Tonan Quito.

No mês do Natal chega-nos o jazz e “Songbird”, a 09 de dezembro, peça de teatro “God” com Joaquim Monchique, a 10 de dezembro, ambos no CAO e, entre 12 e 16 e 19 e 23, a Escola de Artes e Ofícios colherá oficinas com a temática “24 fotogramas e um azulejo” de Bárbara Andrez e Paulo D’Alva. Na Biblioteca Municipal, a não perder o Bazar de Natal, entre 02 e 23 de dezembro, e os Ateliers de Natal, de 20 a 22 de dezembro.

No Museu Júlio Dinis – Uma Casa Ovarense, destaque para os grandes concertos no âmbito do Outonalidades: Peixe a 20 de outubro, Celina da Piedade a 17 de novembro e César Cardoso a 15 de dezembro. No Cinema Quinta à Noite, os grandes filmes de sempre não faltarão, com “Os Verdes Anos” de Paulo Rocha a 13 de outubro e “Laranja Mecânica”, a 31 de outubro. De sublinhar o IV Encontro Dinisiano, a 13 e 14 de novembro, e o lançamento da XV Revista Dunas – Temas & Perspetivas a 24 novembro.

No âmbito do acolhimento, de referir o XVI Concordas (29 de outubro), a exposição “Ambid – Ambiente e Imagens Dispersas 2016 (12 novembro a 13 janeiro), a Banda Boa União (26 de novembro) e o IX D’Ovar Pr’Ovar pela Banda Filarmónica Ovarense (03 de dezembro).

Artigos Relacionados

Deixe uma resposta

Botão Voltar ao Topo