Opinião

Viajante, como profissão – Por Florindo Pinto

– Pessoas, de Esmoriz e da vizinha freguesia de Cortegaça, percorriam o País, as Ilhas e

– o Ultramar, no exercício de uma profissão nobre, denominada de “Viajante”. Tinham

– como missão, dar a conhecer os produtos da região, obter as “notas de encomenda

– que, por sua vez, faziam escoar a produção. Hoje, a profissão estará mesmo, em fase

– de extinção, sendo substituída pelos “delegados de vendas”. Mas, outros “viajantes”

– surgiram e, a imprensa, deu conta de que o nosso Presidente da República, tem feito

– viagens pelos 5 continentes, visitou 43 Países e alguns, repetidos. O Primeiro Ministro

– no cumprimento de “obrigações protocolares” também não deixa de viajar por terras

– lusitanas e, há tempos, esteve no Centro/Saúde, Vila Nova de Foz Cõa. Consigo levou

– um conhecido viajante, porquê? Cortegaça comemora o dia. Será que os convidam?

Florindo Pinto

Artigos Relacionados

Deixe uma resposta

Botão Voltar ao Topo