CarnavalPrimeira Vista

Zé Penicheiro faria hoje cem anos

Zé Penicheiro, o pintor que nasceu em Tábua, passou parte da sua vida na Figueira da Foz, mas marcou uma época no Carnaval de Ovar, se fosse vivo apagaria hoje uma centena de velas.
Apesar dos tempos atípicos que estamos a viver, os foliões do Carnaval de Ovar prestaram-lhe, este ano, uma merecida homenagem na forma de uma escultura a partir de uma das suas famosas criações em cartaz que ajudaram a catapultar o Carnaval vareiro para outros públicos nas década de 1950 e 1960.
Já o Município o tinha distinguido, anteriormente, com uma Medalha de Mérito no âmbito do Dia da Cidade de Ovar.
A sua relação com o Carnaval de Ovar está, certamente, relacionado com um gosto pela caricatura patente ao longo da sua carreira. Muitos dos carros alegórico-humorísticos eram concebidos, desenhados por si, contribuindo dessa forma caricatural para a alegria e fama do nosso Carnaval.
Zé Penicheiro era um homem carnavalesco, não só por este trabalho folião como pela sua própria forma alegre de viver e de estar sempre pronto a fazer os outros felizes. Apesar do seu sucesso, nunca deixou de ser um homem simples, um homem do povo, popular, que se inspira nesse mesmo povo. Seja no humor como nas outras artes desenvolvidas por ele, procurou sempre os seus temas no mundo rico que é a vida do dia-a-dia.

Artigos Relacionados

Deixe uma resposta

Botão Voltar ao Topo