DesportoOutrosSlider

20 Anos de Capoeira em Ovar

 

 

A Associação Cepoeiragem Interacção assinalou, este fim-de-semana, 20 anos de Capoeiragem em Ovar, com a realização do 14.º Festival Internacional de Capoeira, em Ovar.

Com organização do professor Gavião e supervisão do Mestre Vulcão, o certame iniciou-se, na sexta-feira, no Gimnofange, com a Roda de Abertura, seguida, no Sábado, entre as 9h e as 16 horas, com Aulas e Baptizado, no Dolce Vita e a roda de Encerramento, este domingo, na Praia do Furadouro.

A Capoeira é uma expressão cultural brasileira que mistura artes-marciais, desporto, cultura popular e musicalidade. Foi criada por escravos afro-brasileiros como uma luta camuflada que, mais tarde, seria usada na luta contra a escravatura.

Um dos elementos que distingue a Capoeira das demais artes-marciais é a seu ritmo e musicalidade e os principais instrumentos numa roda são o Berimbau, o Atabaque e o Pandeiro.

O baptizado é uma cerimónia em que o aluno se torna um capoeirista ganhando a sua primeira corda e um novo nome de capoeira pelo qual será conhecido. Neste festival, que contou com a presença de prestigiados Mestres de Capoeira da Europa, bem como dos seus alunos, além dos convidados que se puderam iniciar nesta arte e participar no festival que decorreu com muita alegria e energia positiva.

O ovarense Bruno Pedrosa recebeu a corda de um graduado, “um sonho de há muitos anos”. “Finalmente, recebi a corda de um aluno graduado”, revelou, agradecendo a “todos os mestres e professores que participaram no nosso evento, principalmente ao meu mestre Vulcão Interação, ao meu professor Gavião (Sandro Faccini) e formado André Rabugento”.

Artigos relacionados

Deixe uma resposta