CulturaSlider

Música, vozes e Mensagem

Mais um ano a Cantar os Reis e mais uma oportunidade para apreciar as mais belas canções evocativas desta tradição festiva tão vareira. Saudação, Mensagem e Agradecimento são os números que lhe dão forma, sendo que o segundo é, por vezes, aproveitado para abordar temas da actualidade local e nacional, deixando no ouvido de quem a ouve uma mensagem, um ponto de vista.

Este ano, a tradição decorreu praticamente sem ponta de crítica (ou intervenção mesmo que subtil). A única excepção terá sido a Troupe de Reis do Orfeão de Ovar que, na Mensagem (2.º número), cantou “O Menino está dormindo/(…)Mas há muitos meninos dormindo/mortos no fundo mar”. Uma estrofe que lembrou as crianças vítimas da guerra, imigrantes por força das circunstâncias, que perdem a vida na travessia do Mar Mediterrâneo. Uma situação que até é da actualidade internacional.

A Troupe do Orfeão homenageou, este ano, os seus habituais letristas e compositores, António Redes Cruz, Luísa Resende e José Muge, que, “por motivos de saúde não puderam, este ano, dar o seu contributo”, conforme revelou o presidente da direcção do Orfeão. Coube a Manuel Ramos Costa, encenador da Contacto, a tarefa de escrever os poemas da troupe. A música e a direcção musical foram de Rui Ferreira.

Artigos relacionados

Deixe uma resposta